Domingo, 01 de Agosto de 2021
27 99808-4347
Dólar comercial R$ 5,21 2.57%
Euro R$ 6,18 +2.34%
Peso Argentino R$ 0,05 +2.46%
Bitcoin R$ 228.818,71 +1.281%
Bovespa 121.800,79 pontos -3.08%
Economia Sim, outro aumento

Gasolina, diesel e gás de cozinha mais caros (de novo) a partir de amanhã

O reajuste foi anunciado hoje (1º), e já revolta o brasileiro.

01/03/2021 10h49 Atualizada há 5 meses
Por: Redação
Gasolina, diesel e gás de cozinha mais caros (de novo) a partir de amanhã

Março de 2021 começou com mais um aumento, o terceiro do ano nos preços da gasolina, diesel e gás. Pois é: A Petrobras informou nesta segunda-feira, dia 1º, que aumentou o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o chamado gás de cozinha, e o terceiro reajuste do ano ficou em R$ 0,15 por quilo, o equivalente a um impacto de R$ 1,90 no gás de cozinha (13 Kg), que passará a custar R$ 39,69 nas refinarias.

Com isso, fica anulada a zeragem de impostos federais anunciado pelo presidente Jair Messias  Bolsonaro na esteira das reclamações em relação aos aumentos dos combustíveis praticados pela gestão de Roberto Castello Branco, atual presidente da companhia, que defende a paridade de preços com o mercado internacional, dando continuidade a uma prática iniciada no governo de Michel Temer e que tem garantido resultados financeiros recordes à estatal.

Continua depois da publicidade

Fevereiro - Os últimos aumentos dos combustíveis, anunciados em fevereiro, foram considerados excessivos por Bolsonaro, que demitiu Castello Branco pelas redes sociais e indicou o general Joaquim Silva e Luna para o seu lugar.

Agora vamos para a famosa gasolina e o famoso diesel, que têm sido motivo de manifestos em Linhares: A Petrobras confirmou ainda os aumentos do diesel e da gasolina, para R$ 2,71/litro e R$ 2,60/litro, respectivamente. Em nota à imprensa, a Petrobras disse que “Até chegar ao consumidor são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para aquisição e mistura obrigatória de biocombustíveis pelas distribuidoras, no caso da gasolina e do diesel, além dos custos e margens das companhias distribuidoras e dos revendedores de combustíveis”.

Continua depois da publicidade
19 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias