Sábado, 16 de Janeiro de 2021
27 99808-4347
Polícia Mais detalhes

Morte de Lissinho: Saiba o trajeto de fuga antes do fim trágico na Bahia

Ele era monitorado 24 horas pela PC de Linhares.

10/01/2021 08h22 Atualizada há 7 dias
Por: Redação
Morte de Lissinho: Saiba o trajeto de fuga antes do fim trágico na Bahia

Uns dias em Linhares, depois São Mateus, um tempo da Praia de Guriri; e Teixeira de Freitas, na Bahia, onde acabou morto em confronto com policiais da CAEMA e RONDESP, na noite de sexta-feira (8). Monitorado 24 horas pela Polícia Civil de Linhares, Ulisses Costa de Araújo, 31 anos, o Lissinho, ou LC, apontado como um dos envolvidos na morte de uma garotinha de 2 anos e de uma mulher de 46, além de balear uma adolescente no bairro Planalto, conforme nos informou o delegado Tiago Cavalcante, “era o alvo número 1 da lista da DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa) e Denarc (Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico) da 16ª Delegacia Regional de Linhares (DRL).

Leia também - Jovem é baleado e socorrido em estado grave no Aviso. Foi na noite deste sábado

Ainda segundo o delegado Tiago Cavalcante, Lissinho foi indiciado na manhã de sexta-feira, ou seja, horas antes de morrer, pelo crime que resultou na morte de Franco Charlles Xavier Barbosa, de 42 anos, assassinado por seis disparos de arma de fogo no dia 20 de março do ano passado, no bairro São José. O crime aconteceu em lena luz do dia, quando a vítima trabalhava (Clique aqui, veja fotos e confira detalhes desse crime). “O Inquérito está pronto, ele como autor com mais dois indivíduos identificados”, disse o delegado.

Investigações mostram ainda, conforme explicou o delegado, a ligação indireta do agora falecido a pelo menos seis homicídios na chamada Região 5 de Linhares, e como as investigações continuam por conta de terceiros envolvidos, não citaremos detalhes.

O endereço onde Lissinho estava escondido, na Rua Luiz Carlos Prestes, no Bairro Colina Verde, Teixeira de Freitas, foi informado aos policiais da CAEMA e RONDESP pela Polícia Civil de Linhares. “Fomos nós que passamos a informação para Bahia”, completa o delegado, destacando o brilhante trabalho de sua equipe.

As buscas pelo procurado terminaram de maneira trágica após a PM da Bahia cercar o imóvel indicado pela PC de Linhares. De acordo com a PM baiana, Lissinho, de posse de uma submetralhadora, teria efetuado disparos contra a guarnição, que por sua vez, revidou.

Ele acabou atingido e caiu, sendo socorrido pelos próprios policiais e levado para um hospital local, onde um médico do plantão confirmou o óbito. Segundo informações da polícia para a imprensa local, Lissinho estava usando documentos falsos, e contra ele havia um mandado de prisão em aberto por crime de tráfico drogas, expedido pela 8ª Vara Criminal de Vila Velha, e a PM da Bahia também destacou que ele era apontado como envolvido no duplo homicídio em Linhares.

Uma submetralhadora artesanal; quatro munições intactas; uma picotada; e dois aparelhos celulares, foram apreendidos na ação em Teixeira de Freitas. Pessoas contestaram os fatos através de comentários anônimos na notícia que demos em primeira mão na noite de sexta-feira (8). O Site Eu Vi em Linhares, o delegado e a Polícia Militar foram ofendidos, mas tudo já foi enviado ao setor competente.

O espaço está aberto, caso essas pessoas queiram se identificar e dar a versão delas: 27 99808-4347.

22 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias