Sexta, 14 de Agosto de 2020
27 99808-4347
Polícia Flagra

PM encontra quase 1,5 de maconha dentro de geladeira no Palmital

Droga era vendida até pelo Whatsapp. Um jovem de 24 anos foi levado para a DRL.

15/07/2020 07h09 Atualizada há 4 semanas
Por: Redação
PM encontra quase 1,5 de maconha dentro de geladeira no Palmital

Quase 1,5 kg de maconha foi apreendido pela Polícia Militar no bairro Palmital, na tarde desta terça-feira (14). Um jovem de 24 anos foi conduzido à 16ª Delegacia Regional de Linhares (DRL).

Na ação da equipe da PM a bordo da viatura 3034, foram apreendidos R$ 400,00 em espécie; tesoura, sacolinhas, filme de PVC, um celular, comprovantes de depósito; e 1.3kg de maconha. A droga, segundo a Polícia Militar, foi encontrada dentro da geladeira.

Os policiais estavam em patrulhamento quando receberam denúncia via 190 dando conta de que um indivíduo branco, magro, de olhos verdes, e tatuado no pescoço, braço e barriga vendia entorpecentes  na Rua Olavo Bilac, na casa onde mora, no bairro Palmital.

A droga, ainda conforme as denúncias feitas à PM, era vendida para qualquer pessoa que solicitasse através de ligação telefônica ou mensagens de aplicativo. O local indicado através do 190 já  havia sido alvo de denúncias anteriores.

Desta vez,  ao chegar ao local da denúncia, onde o imóvel denunciado fica em uma rua sem saída, da janela do imóvel os policiais  viram um indivíduo idêntico ao descrito nas denúncias. Sendo abordado, ele foi identificado como Igor Damião Bernardino.

Na revista pessoal não foi encontrado nada de ilícito com ele,  mas no interior do freezer da geladeira um tablete de maconha e mais três porções pequenas da mesma droga. Já no quarto de Igor  foi encontrado o restante do material apreendido.

Ainda segundo a Polícia Militar, os três comprovantes de depósito estavam em nome do investigado, nos valores de R$300, R$420 e R$950. O rapaz assumiu, segundo a PM, a propriedade da droga, e no historio criminal do rapaz, há passagens pelo mesmo tipo de crime.

A ocorrência seguiu na 16ª Delegacia Regional de Linhares (DRL), onde o material e o investigado foram entregues à Polícia Civil.

Lembramos que, caso a defesa do rapaz queira se manifestar, o espaço está aberto: 27 99808-4347. 

Atualizada às 09h27 - Uma pessoa que disse ser a mãe do conduzido entrou em contato com a nossa Redação, afirmando que a informação com o nome do conduzido só poderia ser divulgada com a autorização dela. Tentamos explicar que trata-se de uma ação policial, com entorpecente apreendido, e que a pessoa é maior de idade, ela insistiu com sua exigência, e após citar que possui advogado, nós pedimos que ela peça à defesa para entrar em contato conosco, mas a pessoa desligou o  telefone. Desse modo, repetimos que caso a defesa do rapaz queira se manifestar, o espaço está aberto: 27 99808-4347.

17 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias