Domingo, 09 de Agosto de 2020
27 99808-4347
Geral Reclamaram

Coronavírus: GCMs reclamam de falta de EPIs e local apropriado para isolamento em Linhares

Prefeitura detalhou como são os procedimentos com relação aos referidos servidores.

16/06/2020 11h38
Por: Redação
Coronavírus: GCMs reclamam de falta de EPIs e local apropriado para isolamento em Linhares

Os Guardas Civis Municipais de Linhares, que desde o início da pandemia provocada pelo novo coronavirus atuam na linha de frente, reclamam da falta de acesso aos chamados Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), e também ao álcool em gel.

Um deles, deixando claro que não faz parte de grupo político e que considerando a letalidade teme pela própria vida quando o assunto é a Covid-19, afirmou que ontem (15) mais 3 GCMs confirmaram que foram infectados, e afirmou que até então 7 GCMs no total estão com a doença.

O profissional falou que faltam luvas e que para o acesso ao álcool em gel, é necessário que cada um “se vire” com recipiente para poder trabalhar com o produto e usar sempre para desinfecção das mãos. Pediu, ainda, mais máscaras de proteção e atenção para com os profissionais infectados.

De acordo com o profissional, a categoria precisa de um espaço de isolamento em um hotel, assim como os profissionais da saúde. “Chego em casa com medo de levar a doença para minha família. Tenho esposa, tenho filhos, e muitos de nós também tem pessoas do grupo de risco em casa. E, além desses 7 casos que confirmei, outros guardas estão com sintomas do coronavirus e não conseguem fazer exames. Só procurei o Site Eu Vi em Linhares porque a situação é grave e porque não temos a opção ainda de recorrer à vacina, entendeu?”, concluiu o servidor.

Outro GCM também nos procurou. Ele faz parte do grupo de risco por conta da idade, e disse que os profissionais que contraíram a Covid-19 fazem parte do patrulhamento, e que um supervisor também está com a doença, bem como uma pessoa que não trabalha como GCM, mas que atua a serviço, na parte burocrática da instituição.

Nós pedimos informações sobre o assunto à Prefeitura de Linhares, e o que pode ser feito em prol dos GCMs. A nota diz que a secretaria municipal de Segurança Pública e Defesa Social desde o início da pandemia toma as medidas preconizadas pelos órgãos de saúde.

Todos os veículos da frota da Secretaria, segundo a Prefeitura, passam por um processo de desinfecção antes de irem para a rua, assim como a base da Secretaria de Segurança, no bairro Shell, que também passa por higienização.

Sobre a reclamação da falta de EPIs, a Prefeitura disse que foram entregues equipamentos de proteção, como máscaras, a todos os agentes que atuam na pasta, além da disponibilização de álcool em gel em todos os veículos, e sabonete líquido para a correta higienização das mãos.

Paralelo a isto, prossegue a nota, todos os agentes que apresenterem os sintomas da doença e que estes atendam ao protocolo da secretaria municipal de Saúde passarão pela realização de testes rápidos.

Atualmente, de acordo com as informações enviadas, os agentes que positivaram para a doença foram afastados de suas funções, cumprem a quarentena e são monitorados pela Vigilância Epidemiológica do Município.

E a nota é concluida assim: “A Secretaria pontua que os agentes com comorbidades comprovadas por meio de laudo médico também foram afastados de suas funções.”

15 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias