Quem é ele?

Família não aparece para reconhecer e liberar corpo de jovem assassinado em Linhares

Crime aconteceu na Avenida Cerejeiras, bairro Planalto, e as pedras usadas como arma estavam próximas ao corpo.

08/01/2020 07h34
Por: Redação

Ainda não foi reconhecido no Serviço Médico Legal (SML) de Linhares o corpo do jovem assassinado no bairro Planalto, na madrugada de terça-feira (7). Dois indivíduos, que são primos, confessaram a autoria e explicaram a motivação do crime. Clique no link e confira.

Após a publicação feita no Site Eu Vi em Linhares, parentes de alguns jovens que estão desaparecidos estiveram na referida unidade, alguns até nos solicitaram foto sem tarja (o que não atendemos) a fim de comparar o corpo ensanguentado com os desaparecidos.

Contudo, a vítima continua na câmera mortuária, congelada, a espera de reconhecimento. O jovem foi morto a pedradas, e trata-se de um indivíduo moreno, que trajava camisa de time nas cores preto e vermelho, e bermuda no mesmo tom. O boné da vítima foi encontrado ao lado do corpo (veja na foto em destaque).

O rapaz foi apedrejado até a morte, na  Avenida Cerejeiras, bairro Planalto, e as pedras usadas como arma estavam próximas ao corpo. A Polícia Militar localizou os suspeitos transitando de bicicleta pela Avenida José Francisco Carminati Bacheti, no mesmo bairro, e a dupla foi abordada e identificada como um jovem de 23 anos; e um homem de 34 anos. O segundo, de acordo com o relatório, teria resistido e desobedecido à abordagem, sendo necessário o uso de gás de pimenta e força moderada para os serviços de praxe até a entrega na delegacia.

O crime teria sido motivado por força emocional, quando a vítima teria sido flagrada praticando furtos pelo bairro, em diversas residências, inclusive a de um parente dos suspeitos.

O SML de Linhares fica no Centro da cidade, perto do Hospital Rio Doce, nas antigas repartições do extinto DPJ, que agora é um departamento regional da Polícia Civil.

9comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
VEJA TAMBÉM
Ele1 - Criar site de notícias