Quarta, 20 de Outubro de 2021
27 99808-4347
Polícia Elucidação e prisão

Envolvido na morte de Mayara é preso em hospital de Vila Velha

Ele está ferido, e antes de ir para a Capital, buscou atendimento em outra cidade.

21/09/2021 17h23 Atualizada há 4 semanas
Por: Redação
Envolvido na morte de Mayara é preso em hospital de Vila Velha

Foi preso em um hospital de Vila Velha nesta terça-feira (21) um indivíduo apontado como o que fez parte do trio de homens encapuzados que invadiram uma casa no bairro Interlagos no último domingo, balearam três pessoas e mataram Mayara dos Santos, de 30 anos. O preso é Wesley da Conceição Ribeiro, o Gordinho. Ele é apontado de ser autor de cinco homicídios e três tentativas de homicídio na região de Linhares.

Clique aqui e Siga o Eu Vi em Linhares no Instagram

Continua depois da publicidade

Conforme apuramos, Wesley estava ferido, e isto teria acontecido durante as dezenas de disparos que atingiram as pessoas que estavam no quintal da casa onde Mayara morreu e três pessoas foram socorridas feridas pelos disparos.

Ele foi levado para uma cidade no noroeste do Estado, onde deu nome falso e por conta da gravidade do ferimento, foi transferido para a Capital, onde foi preso em Vila Velha, no Hospital Evangélico.

Continua depois da publicidade

A assessoria de imprensa da Polícia Civil marcou para esta quarta-feira (22) uma entrevista coletiva, na Chefatura de Polícia Civil, onde a imprensa poderá obter mais informações.

Sem medo – 11 dias antes dos crimes no bairro Interlagos, Wesley da Conceição Ribeiro, o Gordinho, teve a foto em destaque divulgada pela Polícia Civil, que pedia ajuda para localizá-lo por conta de outro crime do gênero, e que vitimou José Carlos dos Santos, 43 anos, o Preto Furreca, morto a tiros no bairro Aviso.

Mesmo com mandado de prisão em aberto, o rapaz, sem medo das consequências, se juntou a mais dois comparsas e provavelmente a outro que estava no volante de um Gol branco, e o resultado foi o início de tarde sangrenta que levou Linhares às manchetes policiais do Estado inteiro. A defesa dele tem espaço aberto caso queira se manifestar: 27 99808-4347.

Continua depois da publicidade
26 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias