Deu muito ruim

Traficante tem perna atravessada por projétil ao peitar Força Tática em Linhares

Duas armas de fogo, crack e comparsa dele foram entregues à Polícia Civil.

17/05/2020 11h07Atualizado há 2 semanas
Por: Redação

Um jovem de 18 anos acabou baleado ao “peitar” a equipe da Força Tática do 12º Batalhão durante ação registrada na noite de sexta-feira (15), em um beco do Pó do Shell. Ele foi levado para o hospital e permaneceu escoltado. Na ação, duas armas de fogo e drogas foram apreendidos.

A Polícia Militar, conforme relatório oficial, recebeu denúncia dando conta de que um indivíduo trajando moletom vermelho e outro moletom cinza traficaram na Rua Aracruz,  ao checar os fatos, os policiais passaram pelo Beco 2, no Pó do Shell, no final da Avenida Arthur Bernardes onde viram os indivíduos correndo em direção à equipe, enquanto tentava se evadir da outra viatura.

Foi dada voz de abordagem e, diz o relatório que em poder do indivíduo que trajava moletom vermelho, um adolescente de 16 anos, foi encontrado um revólver Taurus oxidado e calibre 38 com cinco munições intactas. Ainda com o adolescente os policiais encontraram 10 pedras de crack e uma carteira com R$ 81,00 em espécie.

Ainda segundo o relatório, o indivíduo de moletom cinza (que completa 19 anos nesta segunda-feira, 18) tentou se evadir vindo a correr em direção oposta à equipe de patrulha sendo acompanhado pelos policiais. Neste momento o jovem teria apontado para os policiais a arma de fogo que portava, um revólver Taurus calibre 38 com seis munições intactas e numeração raspada (isso aumenta ainda mais o teor da infração).

Ação x reação – E quem opta pelo mundo do crime, nunca deve seguir exemplo acima, pois os policiais têm excelente treinamento e, no caso dessa ocorrência do Pó do Shell, um Cabo efetuou dois disparos de pistola e um deles acertou a perna direita do indivíduo, que deixou a arma cair e foi alcançado.

O relatório cita que na busca pessoal foram encontrados 47 pedras de crack e que foi prestado o socorro imediato ao rapaz, sendo ele levado para o Hospital Geral de Linhares (HGL). Após o atendimento, o médico informou aos policiais que o projétil transfixou a perna direita passando entre a fíbula e a tíbia.

O rapaz baleado permaneceu sob escolta e o comparsa dele foi entregue à Polícia Civil, juntamente com as armas municiadas e as drogas apreendidas. O relatório é concluído com a informação de que são constantes as denúncias sobre ação de traficantes no local da ocorrência, e que estes ostentam armas rotineiramente.

25comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários