Terça, 24 de Novembro de 2020
27 99808-4347
Polícia Parece mentira, mas

Saiu de SC: Mulher cai em golpe após abandonar marido para viver romance em Sooretama

Ela conheceu golpista pela internet.

11/05/2020 16h50 Atualizada há 6 meses
Por: Redação
Saiu de SC: Mulher cai em golpe após abandonar marido para viver romance em Sooretama

Parece um filme, mas é história da vida real, e tem como cenário o aeroporto de Vitória, a Rodovia BR-101 até Linhares, a Rodoviária no Centro da cidade, e a cidade de Sooretama. Ah, e também um computador ou outro aparelho que permite namoro virtual.

E a novela da vida real, que começou em setembro de 2019, e terminou na semana passada, tem como personagem uma mulher de 41 anos, casada, e um homem que ela conheceu na rede social, se apresentou como fazendeiro de Sooretama, e que agora é procurado pela Polícia Civil.

De acordo com o delegado Fabrício Lucindo Lima, chefe da 16ª Delegacia Regional de Linhares, a mulher caiu em mais um golpe praticado pela internet.

Leu? Golpe do General Americano leva mais de R$ 400 mil de mulheres de Linhares e Sooretama

O delegado disse que, na semana passada a mulher saiu de Chapecó, Santa Catarina, com objetivo de encontrar o homem, com o qual ela estava namorando virtualmente após o conhecer em um grupo do Facebook.

Do grupo, o contato com o suposto fazendeiro passou para o chat privado.  Em março desse ano a vítima se separou do marido - depois de 22 anos de casada, e com dois filhos - e disse que estava em um relacionamento sério em redes sociais.

Completamente apaixonada pelo suposto fazendeiro de Sooretama, a vítima pediu demissão do serviço onde trabalhava, juntou o dinheiro todo no fundo de garantia e rescisão de contrato de trabalho, comprou presentes para o namorado fazendeiro e resolveu ir para Sooretama.

A mulher acreditava que encontraria a pessoa amada e moraria definitivamente com ela.

Presentes - Segundo a vítima, o nome do “fazendeiro” é Lafaiete (os dois sobrenomes não divulgaremos, pois trata-se de um nome falso), e ao decidir encontrar o homem, ela embarcou em um voo de Florianópolis para Vitória, com vários presentes que lhe custaram R$ 7 mil.

Quando a mulher chegou em Vitória, os problemas também chegaram junto:  “O autor do crime deu uma desculpa e não apareceu no aeroporto, pediu para ela alugar um carro de aplicativo até Linhares e seria ressarcida quando chegasse”, contou o delegado.

E lá se foram mais R$ 300,00. É que ao chegar a Linhares, o golpista ligou para ela e disse que um rapaz iria buscá-la na rodoviária e levá-la até ele. A vítima então embarcou em um veiculo Fiat Tempra de cor preta, não sabendo identificar a placa.

Mas, tudo bem: O motorista falou que trabalhava para Lafaiete. A mulher descreveu o condutor do Tempra assim: um sujeito com mais ou menos 35 anos de idade, negro, barbudo, barrigudo, com tatuagem tribal em um dos braços, e trajando camisa preta, bermuda e chinelo. A vítima foi induzida a tomar uma bebida, que com o tempo lembrou-se  do som da voz do amado, e descobriu que na verdade Lafaiete era o motorista que a estava conduzindo. Desespero - Neste momento a mulher se desesperou, pois as fotos de “Lafaiete” eram de um homem muito bonito. “A vitima foi embebedada e não se recorda mais de nada. Ela acordou por volta das 20h, caída no meio do  mato a beira da BR-101 Norte, vestida apenas com uma calça, sem a parte de cima das roupas, e toda picada de insetos”, conta o delegado.

O socorro e a volta para o marido – A mulher, de acordo com o delegado,  foi socorrida por um caminhoneiro e levada para um hotel em Sooretama. Transtornada, informou o telefone de seu então ex marido. “O golpista furtou todos os pertences dela, cartões de crédito, documentos, cartão de débito, com senhas, R$ 1.040,00 e o celular, além de perfumes importados, ouro, tudo que ela trouxe de Chapecó”, citou Fabrício.

Ao entrar em contato com o pai de seus filhos,  este custeou o hotel, transporte para vitória e passagem aérea de volta para Florianópolis e Chapecó. E deixou claro que retomaria o relacionamento.

A Polícia Civil faz buscas para localizar o criminoso que usou nome e fotos falsas. Qualquer pista do autor podem ser denunciadas no 181.

 

46 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias