Quarta, 05 de Agosto de 2020
27 99808-4347
Geral Comovente

Mãe chora ao encontrar carta com pedido de ajuda na mochila do filho

Você vai se emocionar também.

05/03/2020 19h05 Atualizada há 5 meses
Por: Redação
Mãe chora ao encontrar carta com pedido de ajuda na mochila do filho

“Não aguento mais ver minha mãezinha chorar, tem dias que ela não tem mais vontade de viver, pois nunca passamos por tantas dificuldades”. As palavras fazem parte do conteúdo de uma carta, escrita por um garotinho de 10 anos, morador de Linhares, o Kauê, e a pessoa que trouxe o apelo do menino à nossa Redação, também chorou.

Sem querer se identificar, a pessoa disse que a mãe encontrou a carta na mochila do menino. “Chegou às minhas mãos ontem à noite. A mãe tem problemas de saúde e encontrou dificuldades para me encontrar. Confesso que chorei e, na mesma hora pensei  nessa ajuda que o Site Eu Vi em Linhares dá aos necessitados”, disse o leitor.

Através dele, nós conseguimos o contato de Márcia dos Santos Jacobsen, de 33 anos, mãe de Kauê. A família mora no Residencial Rio Doce, bairro Aviso, e a situação, conforme Márcia declarou, é bastante delicada. “Eu chorei muito quando encontrei a carta na mochila dele. Como é sincero o amor de uma criança, meu Deus!”, contou.

As dificuldades – A carta com as simples palavras do garoto de apenas 10 anos, foi fotografada pela mãe que a divulgou na rede social. Mas a ajuda não veio, e a mulher foi então até a pessoa que o garotinho queria entregar o pedido. A situação da família, que além da mãe e do menino de 10 anos, conta com um adolescente de 14 e uma adolescente de 16 anos, só não é totalmente de desamparo porque o marido de Márcia trabalha.

Mas do salário mínimo que o homem recebe, conforme ela nos informou, R$ 730,00 vão para medicamentos. “Sofri um grave acidente, e desde 2017, já tive cinco tromboses, causadas por sequelas. Queria muito ajudar meu marido, mas não consigo nem caminhar direito”, disse ela. “Ele (o Kauê) ficou feliz quando eu disse que iria fotografar a carta e lançar na internet. Algumas pessoas chegaram a compartilhar o post, mas não tive resultados. Kauê acabou frustrado”, lamentou.

A mulher disse que encontra dificuldades para conseguir aposentadoria, e também não consegue o medicamento através da rede pública. A mulher faz uso de uma meia, que tem validade de um ano, e que custa aproximadamente R$ 200,00. O material perdeu a validade, e por estar sem condições de comprar uma nova, a mulher ainda usa a meia vencida.

As palavras da carta  comovem quando o garotinho explica que tenta ajudar a sua mãe vendendo latinhas e guardando o dinheiro. “Ele vende às latinhas, guarda o dinheiro e fala que é para me ajudar a comprar os remédios. Também diz que vai consertar a bicicleta que ele tem, e vai comprar roupas no bazar para se vestir e também para os seus irmãos”, disse a mãe, já aos prantos.

A carta: “Oi. Meu nome é Kauê. Tenho 10 anos e gostaria muito de pedir roupas usadas para mim e meus dois irmãos; Um tem 14 anos e a menina tem 16 anos e minha mãe não tem condições de comprar, e eu também tenho um sonho que é consertar minha bicicleta. Sei que existem pessoas boas nesse mundo. Eu sou apenas uma criança cheia de esperança”.

O menino ainda acrescenta ao pedir ajuda à todos: “... as latinhas que eu recolho não são o suficiente pra ajudar, pois o remédio dela é caro e eu estou precisando tanto de roupas pra mim e minha irmã e meu irmão. Nos ajude, eu não aguento mais ver minha mãezinha chorar, tem dia que ela não tem mais vontade de viver pois nunca passamos por tanta dificuldade assim. Sou grato a quem puder nos ajudar. Deus abençoe a todos.”.

A família mora no Residencial Rio Doce, Quadra 14, casa nº 275, telefone 99946-5180. A família, além de roupas e calçados, precisa de alimentos. A prestação da casa no valor de R$80,00 está três meses atrasada, e a conta de luz no valor de R$ 106,00 e a de água no valor de R$ 32,00 também estão atrasadas. Dois dos filhos não têm cama. “O que puderem ajudar, qualquer ajuda é muito bem vinda”, disse Márcia.

15 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias