Concurso Público PML

MPES requer anulação de concurso para professor em Linhares

A investigação do MPES teve como base um procedimento instaurado para apurar irregularidades referentes à prova de professor de Educação Básica (PEB I e II), aplicada no dia 26 de janeiro de 2020.

06/02/2020 16h39Atualizado há 3 semanas
Por: Redação

O Ministério Público do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Linhares, ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP) em face do município e do instituto responsável pela aplicação das provas para professor de Educação Básica (PEB I e II) do concurso da Prefeitura de Linhares. Na ação, o MPES requer liminarmente a anulação da prova discursiva e consequente anulação de toda prova para os cargos.

A investigação do MPES teve como base um procedimento instaurado para apurar irregularidades referentes à prova de professor de Educação Básica (PEB I e II), aplicada no dia 26 de janeiro de 2020.

De acordo com a ACP, diversos candidatos narraram irregularidades existentes desde a publicação do edital até o momento da realização das provas. "Numa análise perfunctória dos pontos apresentados, encontra-se a irresignação dos candidatos à vaga de professor no que tange à prova dissertativa. Alega-se que conforme exigência editalícia o candidato deveria desenvolver um texto dissertativo sobre tema a ser enunciado no caderno de questões, porém não foi isso que aconteceu quando os candidatos tiveram acesso ao caderno de provas no dia do exame. Claramente pode se perceber uma confusão de temas que banca propôs aos candidatos, causando-lhes insegurança na hora de redigir a resposta ou produzir o texto dissertativo." Clique aqui e confira a ação completa. (Fonte: Site MPES)

12comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
VEJA TAMBÉM