Recursos

R$ 4,5 milhões: Fundação Renova anuncia Edital para recurso financeiro à projetos de cultura, lazer, esporte e turismo

Inscrições começam quarta, dia 8 de janeiro

06/01/2020 15h47
Por: Redação

Projetos que promovam o fomento ao Turismo, Cultura, Esporte e Lazer em municípios do Espírito Santo impactados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG), poderão ser inscritos no Edital Doce ES, que será lançado em janeiro de 2020.

O objetivo do edital é selecionar e apoiar, com recurso financeiro da Fundação Renova, projetos de pessoas físicas, microempreendedores, coletivos e grupos informais, organizações sem fins lucrativos e empresas atuantes nos municípios de Aracruz, Baixo Guandu, Colatina, Conceição da Barra, Fundão, Linhares, Marilândia, São Mateus, Serra e Sooretama. Os projetos deverão ter prazo de execução de até 12 meses.

O investimento total nos projetos é de até R$ 4,5 milhões, que serão alocados de forma a respeitar a estimativa de valores e áreas por municípios previstos.

As inscrições para o edital são gratuitas e deverão ser realizadas no período de 8 de janeiro a 22 de fevereiro de 2020. Cada proponente poderá apresentar até três propostas, independente do eixo escolhido, de acordo com as regras do Edital Doce ES. Os resultados deverão ser divulgados a partir de junho de 2020.

Para a analista do Programa de Apoio ao Turismo, Cultura, Esporte e Lazer da Fundação Renova, Rafaela Cavalcanti, a iniciativa do edital auxilia no processo de parcerias para os projetos das comunidades. “Por meio dos editais, as parcerias poderão atender de forma mais abrangente os municípios impactados e, assim, contemplar mais iniciativas para as comunidades”, diz.

O edital completo, com anexos e outras informações, estará disponível no site da Fundação (www.fundacaorenova.org). As dúvidas sobre o edital poderão ser enviadas, de 9 de janeiro a 7 de fevereiro de 2020, para o e-mail [email protected].

Sobre a Fundação Renova: A Fundação Renova é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, constituída com o exclusivo propósito de gerir e executar os programas e ações de reparação e compensação dos danos causados pelo rompimento da Barragem de Fundão com transparência, legitimidade e senso de urgência.  A Fundação foi estabelecida por meio de um Termo de Transação e Ajustamento de Conduta (TTAC), assinado entre Samarco, suas acionistas Vale e BHP, os governos federal e dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, além de uma série de autarquias, fundações e institutos (como Ibama, Instituto Chico Mendes, Agência Nacional de Águas, Instituto Estadual de Florestas, Funai, Secretarias de Meio Ambiente, dentre outros), em março de 2016.

As informações são da Assessoria de imprensa da Fundação.

8comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
VEJA TAMBÉM
Ele1 - Criar site de notícias