Quinta, 04 de Março de 2021
27 99808-4347
Geral Problemas na viagem

Ônibus de excursão quebra e deixa passageiros na mão. Leitores pedem ajuda ao Eu Vi em Linhares

Muitos vão perder o dia de serviço nessa segunda (18).

18/11/2019 07h48 Atualizada há 1 ano
Por: Redação
Ônibus de excursão quebra e deixa passageiros na mão. Leitores pedem ajuda ao Eu Vi em Linhares

Um grupo de passageiros de um ônibus que pertence a uma empresa de turismo de Linhares enfrentaram sérios problemas durante uma viagem à cidade de Aparecida do Norte, interior paulista. "Ainda estamos enfrentando", corrige a passageira Gisele Santos Jacome, uma das pessoas que pediram ajuda para a nossa Redação.

Os passageiros, que segundo Gisele foram um total de 61 pessoas, quando a leitora telefonou pedindo ajuda, estavam parados na cidade de Viana, onde o ônibus quebrou. "Já são quase oito horas da manhã, e não temos nenhum amparo por parte da empresa, não mandam ônibus extra, não dão nenhuma posição, e já são quase quatro horas que estamos parados aqui", conta Gisele.

O coletivo, ainda de acordo com a leitora, saiu da cidade de Colatina dia 13 do mês em curso, para chegar de volta às 5h de hoje (18), mas, pelo visto, quem tem compromisso não poderá cumprir nesse primeiro dia útil da semana. "Muitas pessoas trabalham, ou têm outros com promissos hoje, e ninguém nos responde. Esse ônibus apresentou problema desde quando estávamos indo para Aparecida. E na volta, quebrou outra vez antes de parar de vez. Por favor, aqui tem crianças, bebês, idosos. Precisamos de uma solução, que mandem um mecânico aqui para reparar esses problemas, pelo menos", pede Gisele.

Além do problema citado acima, a leitora listou outros: "Foi contratado um ônibus leito, mas o que mandaram para a gente tem televidores que não funcionam, o microfone do ônibus não funciona e os problemas que surgem são passados no grito. De aparecida do Norte até Campos, no Rio de Janeiro, ficamos com apenas um motorista porque o outro abandonou a viagem no meio. Isso é um absurdo!", relatou.

Nós entramos em contato com a empresa, através do telefone fornecido por Gisele, mas a ligação foi atendida em um hotel, que leva o mesmo nome em destaque no coletivo. A pessoa que nos atendeu, então passou o contato do setor de turismo, e uma pessoa disse que não tinha autorização para passar informações para site. Contudo, falou que a empresa fabricante do ônibus já havia sido informada, e que as providências com relação aos problemas, para o retorno dos passageiros ao local de origem, já foram providenciadas.

14 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias