Terça, 02 de Março de 2021
27 99808-4347
Polícia

Audiência morte de irmãos: Juliana entra pela porta da frente do Fórum de Linhares

Georgeval chega de camburão e ouve gritos de "assassinos"

19/02/2019 10h52
Por: Redação
Audiência morte de irmãos: Juliana entra pela porta da frente do Fórum de Linhares

Vestida de calça colorida e blusa preta, e acompanhada de advogados, a pastora Juliana Sales chegou ao Fórum de Linhares nesta manhã de terça-feira (19), para a quinta audiência sobre a morte dos filhos dela, Joaquim Alves Salles, de 3 anos, e Kauã Salles Butkovsky, de 6. As criançaa, antes de serem queimadas durante um incêndio no dia 21 de abril do ano passado, haviam sido estupradas e agredidas até perderem os sentidos, diz a apuração.

Juliana e o marido, o pastor Georgeval Alves, foram presos pelo crime, ela, sob a acusação de ter sido omissa às ações de abusos do marido contra as crianças.

Leia também - Morte de irmãos em Linhares: Não vamos deixar ser esquecida, e queremos justiça, diz leitor

A mãe dos meninos, que está solta respaldada por alvará e não pode deixar a cidade, chegou ao Fórum Mendes Wanderley, e entrou pela porta da frente. Já o marido dela, que continua preso pelos crimes, chegou em uma viatura, aos gritos de "assassinos".

Parentes dos meninos, entre eles o pai de Kauã, que era enteado de Georgeval, estavam com cartazes e até um auto-falante. Nesta audiência, três testemunhas na pauta para serem ouvidas. A grande expectativa é de que o casal também responda às perguntas durante a audiência.

Atualização - No fim da audiência, o pai de Kauã, empresário Rainy Butkovsky, foi preso por desacato e levado para a 16ª Delegacia Regional de Linhares (DRL) para trâmites de praxe.

As pessoas que estavam aguardando o fim da audiência voltaram a gritar "assassinos" quando Juliana deixou o fórum em um carro particular, e Georgeval foi colocado no cofre da viatura para voltar à prisão.

28 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias