Sábado, 22 de Janeiro de 2022
27 99808-4347
Meio Ambiente Comunidade revoltada

Advogado Ambientalista fala sobre extermínio das castanheiras no Pontal: “beira a algo pré-histórico”

Além de Advogado Ambientalista, Lucas Scaramussa é ex-Secretário Municipal de Meio Ambiente.

06/11/2021 09h46
Por: Redação
Advogado Ambientalista fala sobre extermínio das castanheiras no Pontal: “beira a algo pré-histórico”

A repercussão do extermínio das castanheiras no balneário de Pontal do Ipiranga, litoral de Linhares, aguçou uma nova manchete sobre o assunto. Nós recebemos a informação, por exemplo, de que um integrante da comunidade ameaça se acorrentar ao tronco de uma das plantas que sobraram, afim de protestar contra a iniciativa da Prefeitura de Linhares, que em nota quando enviamos demanda, confirmou que as plantas serão todas eliminadas. Diante do fato, a nossa Redação conversou com o advogado ambientalista e ex-secretário municipal de Meio Ambiente, Lucas Scaramussa. Confira abaixo o que ele disse:

Clique aqui e siga o Eu Vi em Linhares no Instagram

Continua depois da publicidade

“O corte dessas árvores da forma em que foi feita pela empresa responsável pela recuperação da restinga do Balneário do Pontal do Ipiranga beira a algo pré-histórico”, inicia ele. “Cortar essas árvores a cerca de um mês para alta temporada de verão é inadmissível, incompreendido e sem explicação alguma. É ignorância e despreparo da empresa, com todo respeito”, considera Lucas.

E ele prosseguiu: “A ação gera sem dúvida alguma impacto socioeconômico para os comerciantes locais, impacta a qualidade de lazer dos turistas e coloca os comerciantes a margens de terem que fazer alguma forma de sombreamento para os turistas, o que certamente não será aceito pela Secretaria de Obras do Município. Soma-se com isso, ainda o impacto claro de educação ambiental, pois, não há forma simples de explicar isso que foi feito para as crianças e seus familiares, afinal, o que aprendem na escola é completamente diferente”, alerta o advogado.

Continua depois da publicidade

Lucas Scaramussa continuou: “Vejam que a comunidade do Balneário, os verdadeiros responsáveis pelo desenvolvimento local e o cuidado pelo que lá existe de belo e preservado, são os maiores interessados pelo projeto de recuperação da restinga. Todos estão a favor do projeto de recuperação da restinga, a Secretaria de Meio Ambiente está de parabéns pelo projeto. O que está em discussão é a ausência de necessidade de retirada ‘abrupta’ dessas castanheiras.”

E tem mais uma consideração importantíssima destacada pelo advogado ambientalista: “Não existe dano iminente a ser cessado ou uma vegetação exótica de alto potencial de alastramento pela restinga, muito pelo contrário. A manutenção delas, ou a supressão planejada e gradativa com o plantio anterior de outras espécies, o que se diga, deve ser feito em conjunto com a comunidade, não compromete em nada a execução eficiente do projeto que vem sendo implantado.”

"Precisa determinar que seja paralisado imediatamente o corte, evitando assim prejuízos maiores”, concluiu Lucas. E lembramos que a empresa, ainda que não tenha o nome citado, tem espaço aberto caso queira se manifestar: 27 99808-4347.

Continua depois da publicidade
25 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias