Domingo, 18 de Abril de 2021
27 99808-4347
Polícia Clima complicado

Servidora é humilhada em Unidade de Saúde de Linhares

Aconteceu na tarde desta terça-feira (2).

02/03/2021 17h41 Atualizada há 2 meses
Por: Redação
Servidora é humilhada em Unidade de Saúde de Linhares

Deu polícia na Unidade de Saúde de Perobas na tarde desta terça-feira (2), e uma servidora e um homem que buscava atendimento foram resolver a situação da delegacia, no bairro Três Barras. No relatório policial o caso é tratado como “ameaça”.

Leia também – Mãe e filho passam por momento de constrangimento após ciclovia “sumir” no BNH

Continua depois da publicidade

Na ocorrência atendida pouco antes das 15h consta que a Polícia Militar foi acionada via 190, e que na Unidade que fica na estrada de acesso ao balneário de regência, e que no local uma servidora de 42 anos disse que um cidadão estava causando transtornos.

Na verdade, ainda de acordo o relatório, o homem de 41 anos teria humilhado, agredido com apalavras e até ameaçado a servidora. Ela contou que ele chegou ao local buscando por atendimento e quando ela pediu para que ele aguardasse um pouco, este começou a desacatá-la.

Continua depois da publicidade

A servidora pública que estava no exercício da profissão, ainda segundo o relatório, foi chamando-a de "incompetente e irresponsável", e além disso, teria sido agredida verbalmente com a palavra de baixo calão, como "vagabunda". E não satisfeito, o homem ainda teria ameaçado a servidora, dizendo que tentaria algo contra sua integridade física.

Os fatos, cita o relatório, foram presenciados e confirmados por todas as outras funcionárias do local. Inclusive, a vítima disse que o homem já havia estado na Unidade de Saúde durante a manhã, quando também causou problemas ao buscar por atendimento.

Os militares também ouviram a versão do homem, e este negou todas as acusações feitas pela servidora. Assim, as partes foram até a delegacia, onde o caso foi apresentado para providências de praxe.

Continua depois da publicidade

O homem foi conduzido sem o uso de algemas e no compartimento de segurança da viatura para evitar uma nova discussão e resguardar a integridade física de todos os envolvidos, uma vez que a senhora servidora estava no banco traseiro do carro oficial.

10 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias