Quinta, 04 de Março de 2021
27 99808-4347
Geral Mais radical ainda

Motoristas vão fechar a BR-101 em Linhares em protesto contra aumento do preço da gasolina

O mesmo ocorrerá simultaneamente em São Mateus. Primeiro manifesto foi abastecer 50 centavos e pedir nota fiscal

20/02/2021 11h17 Atualizada há 2 semanas
Por: Redação
Motoristas vão fechar a BR-101 em Linhares em protesto contra aumento do preço da gasolina

Após saírem pelas ruas e avenidas para abastecer R$ 0,50 de gasolina nos postos de combustíveis, motoristas de Linhares anunciam um novo manifesto, e desta vez irão fechar a Rodovia BR-101, na altura das cabeceiras da Ponte Joaquim Calmon. A ação promete ser pacífica, neste sábado (20)- Confira os cartazes em destaque, que enviaram para a nossa Redação -, e é a continuação do protesto contra o aumento no preço da gasolina.

A revolta se respalda, conforme nos informou um motorista, na alta de 34,78% no litro da gasolina nas refinarias, acumulada desde o início do ano, e de 27,72% no litro do diesel no mesmo período. “Ainda nem terminou fevereiro, e fevereiro é o mês mais curto do ano, e estamos vendo esse absurdo? Pois vamos protestar até que alguma coisa seja feita. Dependo do meu carro para trabalhar, e ele só funciona com gasolina”, confrontou o leitor.

Leia também - Dono de posto de gasolina sobre protesto em Linhares: Todos receberam Nota Fiscal

Assim que postamos a resposta de um dono de posto de combustíveis, outro leitor, Leandro de Araújo Queiroz, nos enviou o seguinte relato: “Já tenho cadastro no posto Conceição e hoje, sábado, abastecia 100 Reais. Pedi a nota, mas o mesmo disse que o escritório estaria fechado e a que segunda-feira eu poderia pegar. Sou motorista de aplicativo e estou indignado com o valor do combustível”.

BR-101 fechada – E se você pretende trafegar pela rodovia BR-101 na tarde deste sábado (20), passando por Linhares e São Mateus, melhor se apressar: Motoristas de Linhares agendaram para às 15h vetar o acesso na Ponte Joaquim Calmon, e os de São Mateus farão o mesmo naquele município.

Eles alegam que “serão manifestos pacíficos”. Leandro de Araújo Queiroz disse que estará entre os manifestantes, e que a categoria continuará com o propósito enquanto nenhuma providência não for tomada: “Temos que nos unir e reivindicar. Pacificamente”, completa ele. (E eles fecharam mesmo. Clique aqui e confira como foi).

14 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias