Sábado, 28 de Maio de 2022
27 99808-4347
Polícia Confessou de novo

Irmão dá mais detalhes sobre como matou Marcos Gabriel

Ainda afirmou que foi ele quem descobriu que a mãe, a professora Nina, estava morta. O crime chocou Linhares.

06/01/2021 17h55 Atualizada há 1 ano
Por: Redação
Irmão dá mais detalhes sobre como matou Marcos Gabriel

Os detalhes no novo depoimento prestado pelo jovem Marcos André Braz Lima sobre a morte do irmão dele, Marcos Gabriel Braz Lima, 24 anos, conforme informou o delegado Fabrício Lucindo Lima, chefe da 16ª Delegacia Regional de Linhares (DRL), elimina a dúvida sobre as circunstâncias da morte da professora Maria do Carmo Braz, a Nina. Ou seja, a versão apresentada pelo rapaz aponta mesmo que a mulher morreu naturalmente.

Leia também – Pai chora e se diz sem chão ao falar sobre a morte do filho assassinado pelo próprio irmão

Continua depois da publicidade

“Ele foi novamente interrogado na Delegacia Regional de Linhares, novamente confessou o homicídio de seu irmão Marcos Gabriel, disse que foi ele quem descobriu que a mãe estava morta e que quando seu irmão também tomou conhecimento da morte da mãe começaram a entrar em atrito”, conta o chefe da DRL.

Ainda conforme a versão de André, o irmão, de forma insistente, o culpava pela morte da mãe. “Naquele desespero de troca de acusações, entraram em luta corporal”, acrescentou o delegado ao falar sobre as respostas do interrogado que é muito mais forte que a vítima e que confessou ter derrubado o irmão algumas vezes, e depois pegou uma pequena marreta e desferiu golpes fatais na cabeça de Marcos Gabriel.

Continua depois da publicidade

Daí, o delegado disse que a versão transcorre conforme já informamos: “Depois de matar a vítima, ele disse que enrolou o corpo em um lençol, colocou no porta malas do carro e o escondeu em uma pequena mata no canavial da Lasa”, disse ele.

Desovado o cadáver do próprio irmão, o rapaz voltou para casa, limpou todo o sangue do chão e só então informou a morte da mãe para os familiares e chamou a polícia. “Ele disse que demorou em torno de cinco horas para comunicar a morte da mãe. Quando questionado sobre o paradeiro do irmão pelos parentes, falou que teria desaparecido da casa quando tomou conhecimento da morte da mãe”, completa Fabrício Lucindo.

Marcos André disse que matou a vítima em um momento de raiva, por conta das acusações do irmão, e acrescentou na versão que escondeu o corpo como tentativa de se livrar da prisão. Informou ainda que confessou o crime depois que a Polícia Civil descobriu roupas com sangue da vítima, e também sangue no porta-malas do carro que ele usou para transportar o cadáver.

Continua depois da publicidade

“Ele afirmou que sua mãe morreu de forma natural, pois era muito adoecida e tinha problemas cardíacos sérios, e de maneira alguma contribuiu para morte de sua mãe”, concluiu o delegado.

9 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias