Quarta, 20 de Janeiro de 2021
27 99808-4347
Polícia Absurdo

Som alto: PMs são xingados de vagabundos e pilantras por mulher no Planalto

Ela, um jovem e outro indivíduo foram conduzidos à delegacia de Linhares. Um PM saiu lesionado.

07/12/2020 16h21 Atualizada há 1 mês
Por: Redação
Som alto: PMs são xingados de vagabundos e pilantras por mulher no Planalto

Noite de domingo (6), e pessoas vizinhas de uma residência na Rua Eliana Correia Pinafo, no bairro Planalto, pedem ajuda à Polícia Militar para que um som muito alto tenha pelo menos o volume reduzido.

Leia também - Mulheres brigam em boate, jovem tenta separar e caso vai parar na delegacia de Linhares

A guarnição que fazia patrulhamento próximo ao local, atendeu a vizinhança, mas quando os militares foram conversar com o responsável pela residência, um homem de 39 anos, ele não quis atender e se negou a falar com os mesmos.

E foi aí que a situação começou a tomar novos rumos: O relatório cita que após muita insistência, o homem recebeu a guarnição de maneira extremamente rude e se recusou a desligar o som.

Orientado sobre as consequências se desobedecesse, ele disse que não existe homem capaz de fazer com que ele desligasse o aparelho. Ao ser comunicado que seria conduzido a delegacia, o indivíduo ficou muito alterado e disse que não iria de forma alguma.

Ainda segundo o relatório, ao tentar levá-lo ao compartimento de segurança, foi necessário o uso moderado da força, com gás de pimenta, e durante a tentativa de imobilização, um jovem de 27 anos teria tentado atrapalhar o trabalho da polícia.

Ele recebeu voz de prisão, também resistiu e outra vez foi necessário o uso moderado da força. O rapaz teria caído ao tentar correr, e foi alcançado e detido. Mas aí veio outro problema: Uma jovem de 26 anos, conforme consta no relatório, xingou os policiais de “vagabundos e pilantras” e ainda jogou um copo de vidro em um Soldado.

Os estilhaços do copo acertaram o pé esquerdo do seu irmão, vindo a causar pequenas lesões. Ela também foi conduzida a delegacia para responder pela referida conduta. E no momento em que o jovem de 27 anos era colocado no cofre da viatura, ele deu um chute na porta do compartimento e causou uma lesão na unha do dedo indicador da mão direita de um Soldado.

O caso segue os trâmites de praxe junto à Polícia Civil. O espaço está aberto, caso os dois indivíduos e a mulher queiram se identificar e se manifestar sobre o fato: 27 99808-4347.

7 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias