Terça, 22 de Setembro de 2020
27 99808-4347
Geral Por conta da Covid

Juramento à Bandeira é suspenso e certificados devem ser retirados na Junta Militar

Pandemia mudou a rotina no mundo.

12/08/2020 09h58
Por: Redação
Juramento à Bandeira é suspenso e certificados devem ser retirados na Junta Militar

Devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Cerimônia de Juramento à Bandeira, prevista para o próximo dia 15 de agosto, foi cancelada. Agora, os jovens dispensados de prestar o Serviço Militar Obrigatório devem retirar o Certificado de Dispensa de Incorporação (CDI) na Junta Militar, a partir do dia 24 deste mês.

Para otimizar o atendimento e evitar aglomerações, os jovens devem retornar à Junta de Serviço Militar de Linhares, localizada na Casa do Cidadão, no mês do nascimento ou mediante a urgência para contratação empregatícia. No município, mais de 400 jovens foram dispensados do Serviço Militar Obrigatório.

“Em decorrência das medidas restritivas adotadas pelo Governo do Estado e pelo Município de Linhares, para o enfrentamento da pandemia, fica suspensa a cerimônia de Juramento à Bandeira. Contudo, sabendo que os jovens precisam do certificado de dispensa para ingressar no mercado de trabalho ou faculdade, e prestar concurso público, estamos organizando o atendimento para que todos possam retirar os documentos, que já estão prontos”, diz a secretária da Junta de Serviço Militar de Linhares, Ana Paula Maciel.

Durante o período restritivo, o horário de atendimento da Junta de Serviço Militar de Linhares passou a ser de segunda a sexta-feira, das 12 às 17 horas. O jovem deve comparecer no local trajando calça jeans e camiseta branca, e estar munido com o documento militar e RG.

A Junta de Serviço Militar de Linhares está localizada no Shopping PátioMix, no bairro Movelar, e funciona dentro da Casa do Cidadão. Os serviços ofertados no local são uma parceria entre Exército Brasileiro, por meio do 38º Batalhão de Infantaria, e a Prefeitura Municipal de Linhares. Informações pelo telefone (27) 3372 2091 ou através do e-mail [email protected]

Alistamento Militar Obrigatório

O prazo para o Alistamento Militar Obrigatório, para os nascidos em 2002, terminou no último dia 30 de junho. No entanto, quem perdeu esse prazo, deve procurar a Junta de Serviço Militar, onde receberá a Guia de Recolhimento da União (GRU) para pagamento da multa – cujo valor é corrigido pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCA-E) – e regularizar a situação. No ato, é preciso apresentar RG, CPF, comprovante de residência e Certidão de Nascimento.

“O cidadão que deixa de se alistar não consegue tirar passaporte, título de eleitor e demais documentos essenciais. Ele também não consegue se empregar, prestar concursos públicos, ingressar em faculdade ou realizar cursos na área de Vigilância, que exigem o Certificado de Reservista. Uma curiosidade: o jovem que ganhar na Loteria fica impedido de retirar o prêmio caso não tenha se alistado”, informa Ana Paula.

O Alistamento Militar se inicia no ano em que o jovem completa 18 anos até os 45 anos. Acima de 28 anos, o cidadão se alista e é automaticamente dispensado, pois ingressa na classe de dispensa dos maiores de 30 anos. O processo é obrigatório àqueles que completam 18 anos no ano em curso. Fonte e foto: PML.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias