Quinta, 24 de Setembro de 2020
27 99808-4347
Geral Motivo de demora

Transporte coletivo: Joana Darc explica sobre reclamações de espera nos pontos em Linhares

Alguns passageiros procuraram o Site Eu Vi em Linhares reclamando que têm “ficado para trás”.

05/08/2020 11h42 Atualizada há 2 meses
Por: Redação
Transporte coletivo: Joana Darc explica sobre reclamações de espera nos pontos em Linhares

Pessoas que dependem do transporte coletivo em Linhares reclamam das mudanças que ocorreram no atendimento relativo à espera nos pontos de ônibus pelos bairros desde o início da pandemia.

Alguns passageiros procuraram o Site Eu Vi em Linhares reclamando que têm  “ficado para trás”, e que a demora para poder embarcar tem atrapalhado compromissos até mesmo profissionais.

Nós elaboramos as reclamações e questionamos a empresa que presta o serviço à população no Município, incluindo uma linha Linhares/Sooretama. Confira a nota na íntegra:

"A Viação Joana Darc esclarece que segue rigorosamente as determinações do decreto municipal para a utilização do transporte coletivo durante a pandemia. Foi necessário uma reorganização dos horários, já que a queda no número de passageiros em razão do Coronavírus se mantém em 60%. A empresa reforça ainda que, ao contrário da Grande Vitória, Linhares não recebe qualquer apoio municipal, estadual ou federal para a manutenção de seus serviços.

Em Vitória, por exemplo, foi aprovada lei que prevê o pagamento de subsídio de cerca de R$ 100 milhões por ano ao transporte coletivo municipal da cidade. Além disso, a compra do diesel para ônibus está sendo feita diretamente junto à Petrobras, ficando a retirada a cargo das empresas. Também houve retirada dos cobradores do sistema e supressão das projeções de investimentos no serviço.

A mudança nos horários ocorre de acordo com a demanda e a capacidade da empresa mediante as restrições causadas pela pandemia. Hoje 40% da frota da empresa não pode circular em decorrência da proibição de carro com ar condicionado. Além disso, está proibido o transporte de passageiros em pé, o que limita o fluxo de pessoas nos ônibus.

A empresa ressalta ainda que tem reorganizado suas viagens visando a saúde e a segurança de seus colaboradores e passageiros."A empresa informou que 40% da frota não pode circular em decorrência da proibição de carro com ar condicionado. Observe na foto acima, todos estacionados na garagem, no bairro Três Barras.

18 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias