Manifesto na Câmara

População lota área externa e interna da Câmara de Linhares. Sessão dura poucos minutos

Carro de som permaneceu em frente à Casa de Leis até pouco depois das 19h.

18/11/2019 19h28Atualizado há 2 meses
Por: Redação

A área externa e o auditório da Câmara Municipal de Linhares ficaram lotados ainda antes do início da Sessão Ordinária dessa segunda-feira (18), quando a população, “puxada” por um movimento, marcou presença a fim de saber o que aconteceria com relação ao aumento salarial dos edis.

Horas antes, o Legislativo havia divulgado uma nota, explicando que o projeto seria nulo e que outro entraria na pauta, com reajuste bem menor. Confira a nota aqui.

Mas a população foi à Câmara assim mesmo. Um carro de som parecia um palanque, e dele vinham palavras de ordem e referências ao assunto que gerou tanta polêmica.

Enquanto isso, dentro da Câmara, a Ata da Sessão anterior quase não teve espaço para ser lida, pois pessoas falavam alto, algumas gritavam das cadeiras do auditório. Um dos vereadores fez a leitura bíblica e até errou o que lia. Assim que a Ata foi lida, veio o aviso de que a Sessão seria interrompida para que os ânimos se acalmassem.

Logo depois, foi lido o Artigo 92 do Regimento Interno, e a Sessão foi encerrada. Só que do lado de fora a manifestação continuava. Pessoas com cartazes, na rua e em cima do carro som, muitas delas declaradamente pré-candidatas às próximas eleições, deram, sequência ao manifesto, que só foi concluído às 19h10.

24comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
VEJA TAMBÉM
Ele1 - Criar site de notícias