Segunda, 21 de Setembro de 2020
27 99808-4347
Polícia Garçons

Garçom e donos de bar detidos e drogas e dinheiro apreendidos no Interlagos

Ação da Força Tática após denúncias. Havia droga até no porta guardanapos.

30/03/2019 07h21
Por: Redação
Garçom e donos de bar detidos e drogas e dinheiro apreendidos no Interlagos

Três pessoas foram detidas pela Força Tática na noite desta sexta-feira (29) em um bar, no bairro Interlagos. Trata-se dos dois sócios e de um garçom do estabelecimento, que funciona na esquina da Avenida Quintino Bocaiúva com a Rua Dom Pedro I.

No Boletim Unificado 38993844  gerado às 22h07, a Polícia Militar relata que foram conduzidos à delegacia: Alexandre Delfino Pereira, de 32 anos; Marcelo Oliveira Santos, 23; e Paulo Oliveira dos Santos, 29 anos.

A Força Tática tomou conhecimento através de denúncias anônimas, que o bar estava sendo utilizado como ponto de comercialização de drogas, e que pessoas que trabalhavam no bar executavam o serviço ilícito.

Ao avistar pessoas suspeitas em frente ao estabelecimento, os militares realizaram a abordagem. Nas buscas pessoais em Marcelo, que segundo o BU é garçom do bar, foi encontrado no bolso da camisa uma balança de precisão e um papelote de cocaína, e no bolso da bermuda a quantia de R$ 22,00 em espécie.

Com Alexandre, segundo o BU, atendente do bar, foi encontrado em sua cintura uma pistola de Airsoft (KWC P226), e no bolso da bermuda 12 papelotes de cocaína e uma quantia de 1.224,00 em notas de diversos valores.

Droga no lugar de guardanapos e na gaveta do caixa

Ao serem indagados sobre a procedência do material, e se havia mais droga ou outro material ilícito no local, Marcelo, ainda segundo a PM, informou que tinha deixado na gaveta ao lado do caixa, meio tablete de maconha e uma balança de precisão.O material foi encontrado e após pesado totalizou aproximadamente 410g de maconha.

Nas buscas foram encontrados mais seis papelotes de cocaína dentro de um porta guardanapos que estava em cima do balcão do estabelecimento. Em um cômodo anexo ao bar, onde Marcelo dormia, foram encontradas 24 pedras de crack e uma balança de precisão. Na gaveta do caixa do bar, também foi encontrado/apreendido a quantia de R$ 123,00  em espécie, em notas de diversos valores.

Sociedade

Ao serem questionados sobre a propriedade do estabelecimento, o BU cita que Marcelo e Alexandre informaram que eram sócios, tendo Alexandre afirmado que era responsável pela cocaína e o crack encontrados, e que a maconha era do Marcelo.

Ao consultar os registros criminais de Paulo, que estava atuando como garçom do estabelecimento, diz o BU que foi constatado dois mandados de prisão em aberto, expedidos em 12 de março do ano em curso, pela 3ª vara criminal da comarca de Linhares.

A sequência dos fatos ficou à cargo da Polícia Civil, na 16ª Delegacia Regional de Linhares (DRL).

Se você também pode ajudar com denúncias sobre o tráfico de drogas, ligue para o 181, sem a necessidade de se identificar.

5 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias