Quarta, 27 de Janeiro de 2021
27 99808-4347
Polícia Romel

Delegado indicia homem que arrastou cachorra em moto, em Linhares

Foi cumprido mandado de busca e apreensão na casa dele, no Farias.

18/03/2019 17h01
Por: Redação
Delegado indicia homem que arrastou cachorra em moto, em Linhares

O delegado Romel Pio de Abreu Jr., titular da Delegacia de infrações Penais Outras (DIPO) de Linhares, ouviu na manhã desta segunda-feira (18) um homem de 59 anos que vai responder por crimes de maus tratos contra animais, referente às imagens que aparecem em um vídeo enviado para a nossa Redação, onde uma pessoa sai de moto arrastando uma cachorra amarrada ao veículo. O delegado disse que o homem confessou o ato.

Romel, que é leitor do Site Eu Vi em Linhares, explicou que viu o vídeo e que coincidentemente logo a seguir chegou informação através do 181 sobre onde o motociclista poderia ser encontrado. Clique aqui, confira a manchete e veja o vídeo.

De acordo com Romel, a Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão na casa do investigado na segunda-feira (11), na localidade de Córrego Farias, e nada de ilícito foi encontrado. Então, foi marcado o interrogatório dele sobre o vídeo para a semana seguinte.

Na oitiva que aconteceu nesta manhã, o homem confessou que arrastou a cadelinha porque esta havia matado 26 aves, entre galinhas e galos,na propriedade dele. "Ele disse que quando arrastou a cadela ela já estava morta, que a matou a pauladas. Vai responder por crime de maus tratos contra animais, estou concluindo o inquérito para mandar ao Judiciário", disse Romel.

Por ser um crime de menor potencial ofensivo, o homem vai responder em liberdade. A lei de crimes ambientais em seu Artigo 32 diz: " Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos: Pena - detenção, de três meses a um ano, e multa". Veja o vídeo:

12 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias