Quarta, 27 de Janeiro de 2021
27 99808-4347
Polícia Poli II

Confusão no Poli II: Aluno apontado como principal infrator é liberado

BU cita que ele foi liberado recentemente de unidade acatando determinação do juízo competente devido ordem do STF em decorrência da superlotação

01/03/2019 20h01
Por: Redação
Confusão no Poli II: Aluno apontado como principal infrator é liberado

E.G.S.,15 anos, apontado como "principal apreendido" na noite de quarta-feira (27) durante a ação da Polícia Militar no colégio José de Caldas Brito, o Poli II, no bairro Araçá, já pode voltar a estudar normalmente no estabelecimento após o feriadão de carnaval.

Ele teve a apreensão relaxada pelo promotor da Vara da Infância e Juventude, foi liberado na 16ª Delegacia Regional de Linhares nesta sexta-feira (1º).

Leia também - Denúncia de venda de droga, correria e tiro dentro do Poli II. PM sai ferido

O adolescente e mais cinco alunos foram levados para a delegacia após um tumulto que começou quando a Polícia Militar foi chamada para averiguar denúncia de venda de droga na frente e dentro do estabelecimento de ensino.

No Boletim Unificado sobre o caso, a PM tem o caso como "Tentativa de homicídio por resistência à ação da polícia". No relatório com detalhes sobre a confusão, consta que o menor não acatou a ação para revista pessoal, e que o grupo dele teria até tentando desarmar um Cabo.

Na delegacia, durante a qualificação e revista nas mochilas dos seis estudantes, foi encontrado na bolsa de uma adolescente de 15 anos uma faca de cozinha afiada; e na bolsa do estudante de 15 anos, que é apontado como autor de ato infracional análogo a tentativa de homicídio, um canivete. Já na bolsa de uma estudante de 18 anos foi encontrada uma bucha de maconha.

Os pais dos apreendidos estiveram na delegacia, acompanhando todo o desfecho da ocorrência policial. Ainda segundo o BU, os próprios pais teriam dito que não é a primeira vez que eles (os filhos) se envolvem em ocorrências policiais e intervenções do Conselho Tutelar.

O adolescente de 15 anos apontado como "o principal dos apreendidos", conforme cita o BU, teria sido liberado recentemente, por Alvará de soltura, do sistema socioeducativo uninorte, acatando determinação do juízo competente devido ordem do STF em decorrência da superlotação da unidade.

Segurança

Após o ocorrido, o estabelecimento de ensino pediu, através de ofício, a permanência de viatura da Polícia Militar na entrada e saída dos estudantes em todos os turnos, sobretudo, o noturno.

19 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias