Quinta, 22 de Outubro de 2020
27 99808-4347
Polícia Andreia

Habeas Corpus: Mãe Andréia e marido conseguem liberdade provisória

A defesa do casal havia se manifestado no Site Eu Vi em Linhares na segunda-feira (25), quando a delegada Suzana Garcia falou sobre a conclusão do IP

27/02/2019 16h31
Por: Redação
 Habeas Corpus: Mãe Andréia e marido conseguem liberdade provisória

O Tribunal de Justiça, na pessoa do Desembargador Pedro Valls Feu Rosa, concedeu liberdade provisória à Andreia Roberta dos Santos Ristich, conhecida como "Mãe Andreia"; e ao marido dela, Leandro Sebastião Ristich. O casal saiu da prisão desde ontem (26), mas ambos precisam seguir determinações da justiça.

A defesa do casal havia se manifestado no Site Eu Vi em Linhares na segunda-feira (25), quando a delegada  Suzana Garcia disse que a Delegacia de Proteção ao Idoso de Linhares havia concluído as investigações, e que a Polícia Civil representou pela manutenção da prisão dos investigados.

Os autos do Inquérito Policial foram remetidos ao Ministério Público para análise do Promotor de Justiça. Na ocasião, a defesa de Mãe Andreia e do marido dela disse que a prisão era injustiça, e que em nenhum momento os dois cometeram nenhum tipo de crime. Também afirmou que a suposta vítima, filho da senhora que alegou ter gastado R$9.000,00 foi preso na sexta-feira, em flagrante, "por ter mentido e inventado essa história".

A defesa também esclareceu que Andreia não omite que é cartomante em momento algum, e acredita na crença dela. Também acrescentou que Leandro nunca foi cartomante, e sim atua no ramo de compra e venda automóveis.

Liberdade Provisória

A defesa disse que o casal precisa comparecer ao fórum quando intimado, e não pode mudar de residência sem informar ao Juiz. Contudo, o advogado não citou o local da residência dos investigados.

Falso testemunho

Ao falar sobre a conclusão do inquérito, a delegada Suzana não citou nomes, mas informou que duas pessoas foram indiciadas por falso testemunho em relação a pontos específicos que não afetam as condutas dos investigados.

Novas vítimas

Contudo, de acordo com Suzana, foram identificadas mais quatro vítimas que pagaram valores altos à investigada. "Andreia atuava sob o falso argumento de promessas de curas, utilizando de maneira deturpada e desviada o nome da religião Umbanda", disse a delegada.

Em alguns casos, quando as vítimas não dispunham de dinheiro, a delegada disse que Andreia dizia que aceitava como pagamento eletrônicos, como televisão e aparelho celular, sendo que as vítimas chegavam a se endividar em longas parcelas para adquirirem os bens solicitados.

Após a publicação da primeira manchete sobre o fato, a nossa Redação continuou a receber denúncias e provas sobre esta informação, e tudo foi encaminhado à delegacia competente.

Também ao falar sobre a conclusão do inquérito, a delegada disse que o marido de Andreia, Leandro Sebastião Ristich, também foi indiciado pelo crime de extorsão, e por participação nos crimes de estelionatos.

Quando procurada para falar sobre o habeas corpus, a delegada afirmou: "A concessão da liberdade provisória não interfere no andamento da ação penal. A partir da conclusão do inquérito, cabe ao Ministério Público proceder a denúncia para que os indiciados respondam criminalmente pelos crimes a eles imputados".

6 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias