Terça, 13 de Abril de 2021
27 99808-4347
Polícia Stela

Diplomas falsos: Stela e Henrique são denunciados pelo MP

De acordo com as investigações, Stela e Henrique constituíram o instituto Saber Mais Assessoria Educacional LTDA

14/12/2018 07h03
Por: Redação
Diplomas falsos: Stela e Henrique são denunciados pelo MP

Promotoria de Justiça de Rio Bananal, denunciou à Justiça Stela da Silva de Paula e Henrique Silva de Paula, donos de um centro educacional, por venda de diplomas e certificados de forma fraudulenta, sem que os alunos participassem efetivamente das aulas. O MPES também requereu à Justiça a conversão da prisão temporária dos dois em preventiva.

Os dois, mãe e filho, foram presos na segunda-feira (10/12) durante a deflagração da Operação Viúva Negra, um desdobramento da Operação “Mestre Oculto”, que investiga o fornecimento de diplomas de graduação e pós-graduação, sem a necessidade de efetivo comparecimento dos alunos às atividades, visando à obtenção de curso superior. Os pedidos do MPES foram acolhidos na quinta-feira (13/12) pela Justiça.

Continua depois da publicidade

De acordo com as investigações, Stela e Henrique constituíram o instituto Saber Mais Assessoria Educacional LTDA, com objetivo de comandarem um “esquema delituoso” de venda de diplomas e certificados, sem, contudo, que os alunos participassem efetivamente das aulas. Segundo o MPES, durante os anos de 2017 e 2018, Stela e Henrique cometeram crimes sistemáticos de estelionato, falsidade ideológica e contra o consumidor, mantendo diversas pessoas em erro, prometendo a entrega de diplomas de pós-graduação e cursos livres, a professores em Rio Bananal, Linhares, Colatina e São Mateus, sem a necessidade de comparecimento às aulas presencias em faculdades/universidades diversas.

Os denunciados praticavam crimes idênticos àqueles deflagrados na Operação “Mestre Oculto”, utilizando o mesmo “modus operandi”, realizando “convênios” com faculdades, angariavam os “alunos”, para efetivar a venda dos certificados, simulando o cumprimento da carga horária.

Continua depois da publicidade

A operação recebeu o nome de “Viúva Negra” porque uma das pessoas envolvidas chegou a trabalhar, em 2016, em um dos institutos que oferecia cursos de graduação e pós-graduação de forma fraudulenta, o École. Depois, criou o próprio instituto, aproveitando-se das prisões de seus concorrentes para aprofundar a “venda de certificados fraudulentamente”.

Stela está presa no Centro de Detenção Provisória Feminino de Colatina, já Henrique está na Penitenciária de Linhares.

Os dois têm espaço aberto através da defesa caso queira se manifestar.

Continua depois da publicidade

Fonte e fotos: MP-ES

Continua depois da publicidade
3 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias