Sexta, 14 de Agosto de 2020
27 99808-4347
A minha história Wagner Endringer Mon

Moto bate de frente com carro e jovem escapa da morte,mas fica com movimentos comprometidos. Confira

Agora a vítima precisa de ajuda dos amigos e noiva providencia a ação

23/05/2015 07h37
Por: Redação
Moto bate de frente com carro e jovem escapa da morte,mas fica com movimentos comprometidos. Confira

No dia 17 de julho de 2012, por volta das 17 horas, o motorista Wagner Endringer Monechi, 29 anos, mais conhecido como Waguinho Monechi ,e que reside no bairro Interlagos, trafegava de moto em uma estrada de chão, na localidade de Patrimônio de Cima, perto de Marilândia, quando bateu de frente com um carro. Foi aí que a rotina de Waguinho foi completamente comprometida.
O motorista que era acostumado viajar o Brasil inteiro dirigindo um caminhão, foi levado para um hospital de Colatina, onde uma bactéria complicou ainda mais a situação: “De Colatina ele veio para o Hospital Rio Doce, em Linhares, e por causa dessa bactéria permaneceu internado por quatro meses e os movimentos eram mínimos, o que impossibilitou o início da fisioterapia para voltar a andar. As pernas dele ficaram seriamente comprometidas”, relata Letícia Galdino Alvarenga, noiva do motorista.
Na cama a posição sempre de lado, para deixar as costas livres. Sem movimento, as pernas de Waguinho ficaram um pouco atrofiadas: “Hoje ele tem pequenos movimentos e até tenta engatinhar e se levantar, mas não tem força suficiente, precisa urgente de tratamento adequado”, prosseguiu Letícia.
A pretensão de Letícia é fazer um espaço com barras e outras adequações para que o noivo faça o tratamento em casa e volte a andar. “Não temos condições financeiras para construirmos esse espaço e por isso eu inicio essa ação entre amigos para arrecadar dinheiro para fazer uma área no quintal da casa dele, tipo uma sala de fisioterapia. Ele precisa de um espaço com barras para ele tentar e equipamentos para ele recuperar a força”, explicou Letícia.
Muito querido no bairro, Waguinho agora precisa dos amigos mais do que nunca: para o espaço adaptado para a realização de fisioterapia, além dos materiais de construção, ele vai precisar de pedreiros. No espaço serão necessários barras paralelas para tentar andar, um espaldar (parece uma escada de parede) para alongamento e uma cama tatame para fazer fisioterapia. O custo total precisa sair dessa ação e, quem quiser ajudar pode entrar em contato através do telefone (27) 99605-2281 ou depositar diretamente a contribuição na conta dele: Banco Brasil, Agencia 0478-2, Conta 622672 em nome de Wagner Endringer Monechi.
A família de Waguinho pede que ao doar, a pessoa confira os dados bancários e faça o procedimento somente se constar o nome da vítima. Se preferir, o doador pode manter contato através do telefone exposto, e ir ao local onde a vítima reside.

14 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias