Quarta, 12 de Maio de 2021
27 99808-4347
Cultura Neemias felix

No Dia do Livro, conheça a história e faça sua homenagem aos escritores linharenses

Neemias Felix conquistar o primeiro lugar geral do Prêmio Moutonée em 23 de novembro de 2013

23/04/2015 07h20
Por: Redação
No Dia do Livro, conheça a história e faça sua homenagem aos escritores linharenses

Os livros surgiram na antiguidade, e em nada se pareciam com o que lemos hoje. Os sumérios gravavam seus textos em tijolos de barro, argila ou pedras. As tribos da Índia faziam seus livros com folhas de palmeiras, enquanto os maias e os astecas gravavam seus textos em cascas de árvore e madeira, em forma de sanfona. Os egípcios utilizavam rolos de papiro para confeccionar seus livros.
Com o surgimento dos pergaminhos, que era uma folha feita com pele de carneiro, que duravam mais que o papiro, a invenção do papel pelos chineses e da prensa, pelo o alemão Johann Gutenberg, é que foi possível imprimir vários exemplares de um mesmo livro.
Comemoração do dia do Livro
O dia Internacional do Livro teve origem na Catalunha, na Espanha. A data começou a ser celebrada em 05 de Abril de 1926, em comemoração ao nascimento de Miguel de Cervantes, escritor espanhol. A partir de 06 de fevereiro de 1926, o rei Afonso XIII, assinou decreto real que instituiu a Festa do Livro na Espanha.
Em 1930 com a morte de Cervantes a data passou a ser comemorada no dia 23 de abril. Em 1995 a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) instituiu o dia 23 de abril como o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor, em virtude, do falecimento de outros escritores como: Josep Pla e Willian Shakespeare, dramaturgo inglês, autor de “O Menestrel” e da história de amor mais conhecida do mundo: Romeu e Julieta.
Linhares tem escritor conhecido nacionalmente
Neemias Félix, 59 anos , professor aposentado da rede municipal de educação de Linhares e que ficou conhecido por ensinar português de forma diferente as suas aulas eram ao som de violão. Dono de muitos talentos, além de professor, Neemias é violinista , compositor e poeta.
O seu reconhecimento como poeta veio ao conquistar o primeiro lugar geral do Prêmio Moutonée em 23 de novembro de 2013, em cerimônia realizada na Biblioteca de Salto pela Secretaria de Cultura de Salto, em São Paulo, premiação criada para divulgar a poesia e difundir a cultura na cidade.
Neemias entrou na disputa com o poema “O Clérigo” e concorreu com mais 791 obras de 500 poetas de 23 estados brasileiros. E por ser o vencedor recebeu prêmio de 2 mil reais e troféu.
O Clérigo – Neemias Félix
Fechado em sacros paramentos sacos
lá vem o clérigo
Na tonsura, o súcio, o circo
- cisão que sobe vinda do prepúcio?
único heliponto da lisura?
De roupa escura
lá vem o cura
Já falou latim ao povo tartamudo, mudo
e a voz piedosa dosa a intenção maldosa
Quem TV no colarinho em V nada vê
O clérigo
tem mitra, báculo e barrete
e canta, é claro, que em falsete
É cleptomente
e rouba o sacerdócio de todos os crentes
O clérigo não se entrega, intriga e migra
reforma, transmuda e, num instante
renasce em berço e rito protestante
lembrando priscas eras e filactérias
Na língua em pano, em fato domingueiro
velha batina, hábito romano
O clero agora em tom tão evangélico
adora a distinção e os privilégios
ostenta títulos e engendra sortilégios
Enquanto o Mestre se despe, o clérigo veste mais
se enfuna e inflama em vestes clericais
O microfone em riste é poder e assalto
e ocupa sempre lugares mais altos
O clérigo é mais que ativo, é corporativo
Ameaçado, saca este penhor
não alce o braço contra o ungido do Senhor
A tradição que trai sempre insepulta
o odre novo e fresco catapulta
sufoca e acalma a torpe turbamulta
Um lema tem e não faz isso a esmo
que é mudar sempre pra ficar no mesmo.
Colaboração: Blog do Neemias

2 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias