Quarta, 25 de Maio de 2022
27 99808-4347
Estado Fraude

Sócios de empresa são presos suspeitos de falsidade ideológica em cursos de direção

Indivíduos utilizavam fotos de alunos para realizar o reconhecimento facial e assim fraudar a presença nas aulas de direção oferecidas pela empresa que eles eram sócios.

12/05/2022 19h07
Por: Redação
Sócios de empresa são presos suspeitos de falsidade ideológica em cursos de direção

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia de Polícia (DP) de São Gabriel da Palha, prendeu dois homens, de 35 e 36 anos, suspeitos de fraudarem a presença dos alunos nas aulas de uma empresa que fornece cursos de direção. A prisão aconteceu nessa quarta-feira (11), no Centro de São Gabriel da Palha.

Clique aqui e siga o Eu Vi em Linhares no Instagram

Continua depois da publicidade

As investigações começaram após informações repassadas pela Corregedoria do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES), relatando que, possivelmente, uma fraude estaria ocorrendo no estabelecimento, localizado no centro da cidade.

Diante da possível fraude, os policiais solicitaram que a Corregedoria do Detran|ES informasse o momento no qual a validação da presença seria realizada.

Continua depois da publicidade

Então, de posse das informações, a equipe da DP de São Gabriel da Palha se dirigiu até o local, onde estavam os dois indivíduos e um funcionário do local. A princípio, ao chegarem ao estabelecimento, os policiais encontraram as salas de aula vazias, sem qualquer aluno ou professor. Entretanto, os computadores estavam ligados e registrando a presença dos alunos.

“Após indagações, percebemos que os registros das presenças dos alunos nas aulas eram feitos de maneira fraudulenta, uma vez que para atestar o controle da frequência no sistema do Detran|ES, se faz necessária a leitura biométrica ou a própria face do aluno. Nesse momento, constatamos que para registrar a presença, os suspeitos apresentavam uma foto dos alunos, razão pela qual o sistema do Detran realizava a leitura da fotografia e registrava a presença”, informou o titular da DP de São Gabriel da Palha, delegado Rafael Caliman. Diante do flagrante, os indivíduos foram conduzidos à delegacia.

Ainda de acordo com o delegado, durante o interrogatório o funcionário deixou claro que não sabia do esquema fraudulento e que se responsabilizaria apenas pelo atendimento inicial dos clientes. Dessa forma, o estado flagrancial se fez presente apenas em relação aos sócios do estabelecimento.

Continua depois da publicidade

Os suspeitos, então, foram autuados por falsidade ideológica e encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Domingos do Norte, onde permanecem à disposição da Justiça.

De acordo com Jederson Lobato, corregedor do Detran|ES, eles receberam essa denúncia e, a partir de então, o setor técnico realizou um monitoramento das presenças e constatou que estava sendo utilizada a mesma foto dos alunos para o registro do comparecimento nas aulas, o que deixava evidente a fraude. “Só conseguimos identificar esse crime, porque o Detran|ES tem avançado em tecnologia, o que possibilitou que, aqui mesmo do município de Vitória, nós realizássemos o monitoramento das presenças registradas em São Gabriel da Palha e dessa forma combater esse tipo de fraude”, destacou Jederson Lobato.

Continua depois da publicidade

“A polícia esclarece que as investigações prosseguirão e os ‘alunos fictícios’ também responderão pelos crimes cometidos”, acrescentou o delegado Rafael Caliman.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias