Sábado, 22 de Janeiro de 2022
27 99808-4347
Geral S.O.S. Areal

Rio Doce: Nível recua, mas famílias ilhadas pedem socorro no Areal. Moradora relata

Ela disse que cerca de 20 famílias aguardam por ajuda. Corpo de Bombeiros, Notaer e Defesa Civil já se mobilizam.

13/01/2022 21h29
Por: Redação
Rio Doce: Nível recua, mas famílias ilhadas pedem socorro no Areal. Moradora relata

Cerca de 20 famílias, além de animais domésticos, passaram a manhã e a tarde desta quinta-feira (13) ilhados na localidade de Areal de Regência, e quando estava anoitecendo eles pediram ajuda ao Eu Vi em Linhares, através da leitora Karlene Mariano, que nos enviou fotos e vídeos da situação. Ela disse que trata-se de uma aldeia, e que são muitas crianças, idosos e até pessoas cadeirantes que ficaram esperando por ajuda. “Aqui é Areal, moramos perto de Regência, e pedi ajuda nos números que divulgaram para virem nos socorrer durante a tarde, mas ninguém nos ajudou. Por isso peço que vocês do Eu Vi em Linhares nos ajudem divulgando isso”, pediu a mulher. “A água para beber está acabando, a comida também, e a água do Rio Doce já está batendo na cintura”, relatou.

Clique aqui e siga o Eu Vi em Linhares no Instagram

Continua depois da publicidade

Primeiro nós tranquilizamos a leitora, informamos que o nível do Rio Doce recuou alguns centímetros e que pode recuar ainda mais nas próximas horas. Depois mantivemos contato com a Defesa Civil, o Núcleo de Operações e Transportes Aéreo – Notaer, e Corpo de Bombeiros, que trabalharam muito no resgate durante o dia e nos atenderam prontamente no início da noite.

Encaminhamos o material que recebemos da leitora, juntamente com as informações que ela nos passou, e a resposta é que a demanda está nas ações da manhã desta sexta-feira, com resgate se necessário, e atendimento ao que tange água potável e comida.

Continua depois da publicidade

Nível recua – No final da tarde, a Prefeitura de Linhares informou que o nível do rio Doce recuou para 5,77 metros e a tendência é que o volume continue caindo nas próximas horas, conforme a Defesa Civil de Linhares. Contudo, é preciso manter estado de alerta, pois o volume de água tem aumentado na Bacia do Doce, em Minas Gerais – o que provoca maior vazão na Usina de Mascarenhas. 

Os resgates – E as equipes da Defesa Civil, da Guarda Municipal e do Corpo de Bombeiros – com o apoio do helicóptero do Ntaer, realizaram o resgate de famílias ilhadas em fazendas localizadas nas regiões de Jataipeba, Agrovila e Povoação. Conforme a Defesa Civil, outros resgates devem ser realizados nas próximas horas em localidades do interior. 

Mais abrigo – Além do ginásio do bairro Conceição, a Prefeitura criou um novo abrigo para acolher os desabrigados: o ginásio poliesportivo do bairro Araçá. Lá, cinco famílias estão abrigadas, sendo 15 adultos e oito crianças – duas famílias resgatadas preferiram permanecer na casa de parentes. Já no ginásio do bairro Conceição, há 13 famílias, que totalizam 25 adultos e 10 crianças.

Continua depois da publicidade

Todos os desabrigados acolhidos pelo Município são assistidos pelas equipes da Secretaria Municipal de Assistência Social. Elas recebem atendimento em saúde e psicológico, alimentação e produtos de higiene pessoal.

Vacina – Os profissionais da secretaria municipal de Saúde atualizam a carteira de vacinação da Covid-19 e da Gripe dos desabrigados, além de passarem por testes para detectar o novo coronavírus. Dos testados até o momento, nenhum positivou para a doença.

Continua depois da publicidade

Estradas interditadas – E devido à cheia do rio, duas estradas de acesso ao distrito de Povoação apresentam pontos de inundação e estão interditadas; enquanto o acesso pela ES-010 – trecho que liga à Unidade de Tratamento de Gás de Cacimbas (UTGC) –, está comprometido, passando apenas veículos com eixo alto.

Alerta – Por conta das chuvas que incidem na Bacia do Doce, em Minas Gerais, a Defesa Civil Municipal continua em alerta, mantendo o esquema de plantão 24 horas para atender ocorrências e realizar o monitoramento nos pontos que podem ser afetados por inundações. 

A população pode acionar a Defesa Civil pelo telefone do Plantão 24 horas: telefone (27) 99983 5661. Os chamados também podem ser feitos pelo 153, da Guarda Civil Municipal, e pelo 193 do Corpo de Bombeiros.

2 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias