Quarta, 08 de Dezembro de 2021
27 99808-4347
Geral Obituário

Repercute no ES falecimento do pastor Oscar Domingos de Moura

Nos seus quase 100 anos de vida, conforme biografia, constam fatos que algumas pessoas talvez não saibam: Ele foi atleta profissional, com título de campeão e tudo.

20/11/2021 08h57
Por: Redação
Repercute no ES falecimento do pastor Oscar Domingos de Moura

“Aqui é a filha do pastor Oscar Domingos de Moura. Venho por meio desta informar o falecimento do meu pai. Meu coração está partido, mas Deus sabe a hora certa de nascer e de morrer. “Combati o bom combate, encerrei a carreira e guardei a fé”. Os dizeres estão no perfil do Pastor Oscar Domingos de Moura, e a informação foi divulgada na noite desta sexta-feira (19). O pastor tinha 90 anos e era líder da Assembleia de Deus em Jardim Colorado, – Vila Velha, ex-presidente da CADEESO – Convenção das Assembleias de Deus no Estado do Espírito Santo e Outros. Fundador e presidente da CONFRADEESTO – Convenção Fraternal das Assembleias de Deus do Estado do Espírito Santo e Outros.

Clique aqui e siga o Eu Vi em Linhares no Instagram

Continua depois da publicidade

Natural de Afonso Cláudio, e nascido no dia 22 de novembro de 1931, Oscar deixa legado digno de um livro sobre a vida de um vencedor. O que ele mais gostava, contudo, era a sua inseparável Bíblia. No decorrer de seus quase 100 anos de vida, conforme biografia, consta fatos que algumas pessoas talvez não saibam:

Oscar foi oficial do 38º Batalhão de Infantaria, e logo após a sua saída do Exército, passou a atuar no futebol capixaba como jogador profissional, e já no ano seguinte, chegou a conquistar o título de Campeão da Primeira Divisão do Vitória Futebol Clube. Como profissional, jogou futebol até o ano de 1960, onde teve que parar devido uma lesão sofrida que causou um desvio na coluna vertebral. Em 1955, ingressou na Vale (Companhia Vale do Rio Doce), onde trabalhou até a sua aposentadoria.

Continua depois da publicidade

Em 1961, conheceu e casou-se com a jovem Nilce Gomes de Moura, e com ela teve Ocarly (1962), Orion (1964), Oldair (1966), Odailse (1967), João Luiz (1969), Adriana (1971), e Oséias (1973). E o casal ainda adotou mais duas filhas:  Ana Paula de Moura e Maria da Penha.

O falecimento de Oscar repercute no Espírito Santo. Nos comunicados não foi citado dado sobre o velório e sepultamento.

2 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias