Sábado, 18 de Setembro de 2021
27 99808-4347
Polícia Mais detalhes

m0rto em confronto com a PM era conhecido como “gigante” no Olaria

Quase 2 mil Reais, revólver e droga foram apreendidos com ele, e entregues na delegacia de Linhares

10/09/2021 07h42 Atualizada há 1 semana
Por: Redação
m0rto em confronto com a PM era conhecido como “gigante” no Olaria

O indivíduo que morreu no confronto com a Polícia Militar no final da tarde desta quinta-feira (9) no bairro Olaria, era conhecido pelo apelido de Gigante, e bastante conhecido das guarnições na região de Linhares. De acordo com dados do relatório policial, Igor Peixoto Cardoso tinha 22 anos, e no confronto foi atingido por dois disparos de pistola no peito, após apontar um revólver para os PMs da Força Tática.

Clique aqui e siga o Eu Vi em Linhares no Instagram

Continua depois da publicidade

Com quase 2 metros de altura, o que pode ser a causa do apelido, Gigante foi denunciado diretamente aos PMs da FT, e a denúncia dizia que ele estava vendendo drogas no Olaria e ostentando arma de fogo. Isto aguçou uma incursão a pé, por pontos diferentes do bairro para chegar perto da chamada Rua do Meio, onde o indivíduo estava.

Mas quando uma das patrulhas seguia em meio a plantação de cacau, deparou-se com o denunciado antes de chegar ao ponto indicado na denúncia, e ali, conforme cita o relatório, Gigante teria sacado uma arma de fogo ao avistar a guarnição e a apontou em direção aos policiais.

Continua depois da publicidade

A guarnição reagiu com quatro disparos de pistola e atingiu o indivíduo, cuja arma usada contra a guarnição foi um revólver calibre 38 com três munições, sendo duas picotadas. Além da arma, Gigante também portava um coldre e uma pochete contendo oito pedaços de maconha que totalizaram 93g; 35 pedras de crack, e R$ 775,75 em diversas notas e moedas.

O celular dele também estava na pochete que ainda continha cinco CRLVS de um Chevrolet Classic de placas ODI-3704. Como o indivíduo estava ferido e o local era de difícil acesso para a chegada do socorro com emergência, Gigante foi colocado em uma das viaturas e levado ao HGL, onde foi constatado o óbito.

Mais dinheiro - Após o atendimento médico, a plantonista informou que o investigado havia morrido, e constatou duas perfurações provocadas por arma de fogo na região do tórax. No hospital foi encontrado mais dinheiro no bolso da bermuda de Igor: uma quantia de R$ 1 mil em espécie, em várias notas.

Continua depois da publicidade

Também foram encontrados seis comprimidos de cor azul. Um relógio dourado, a aliança e um par de brincos que Igor usava, conferidos na presença da equipe médica, foram recolhidos e encaminhado à 16ª Delegacia Regional de Linhares.

Sobre o indivíduo – Apesar da pouca idade, conforme destaca o relatório policial Igor Peixoto Cardoso, 22 anos, era apontado como gerente do tráfico de drogas no bairro Olaria, e diversas vezes foi recebido denúncias anônimas dando conta que ele oprimia os moradores da localidade com o emprego de arma de fogo, inclusive portando uma submetralhadora.

Continua depois da publicidade

O relatório acrescenta que recebeu informações anônimas dando conta de que o indivíduo estaria envolvido no desaparecimento de uma pessoa do sexo masculino no bairro. Existe ainda um Boletim policial registrado dias atrás no Olaria, cujo teor foi destaque aqui no Eu Vi em Linhares. Nele “Gigante”, que deixa a esposa e um bebê de menos de 2 anos, foi citado como a pessoa que teria deixado entre a vida e a morte uma pessoa que foi socorria a um hospital da cidade, tudo por conta do mundo das drogas. Quaisquer outras informações que possam ajudar a polícia devem ser feitas junto ao 181.

17 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias