Terça, 15 de Junho de 2021
27 99808-4347
Polícia Abusado

Absurdo: Traficante esnoba, xinga PMs e quebra celular para apagar provas no Residencial Rio Doce

Já viu cédula de 200 Reais? Ele estava com algumas em meio ao montante de quase 1,5 mil.

11/05/2021 20h54 Atualizada há 1 mês
Por: Redação
Absurdo: Traficante esnoba, xinga PMs e quebra celular para apagar provas no Residencial Rio Doce

Residencial Rio Doce, bairro Aviso: O Cabo G. e o Soldado Ramon efetuaram a detenção de um indivíduo de 33 anos, que estava na condução de um Ford Ka bastante conhecido da guarnição, e que tentou se evadir ao perceber que seria abordado. Um total de R$ 1.415,00 em espécie (incluindo cédulas de 200 Reais), uma bucha e maconha e uma pedra de crack foram apreendidos, bem como o celular do detido, que foi quebrado de propósito por ele antes que os policiais recolhessem o aparelho. Teve um fato curioso com relação ao Ford Ka, e uma atitude revoltante por parte do detido. Confira abaixo:

Leia também - Tragédia na BR-101: PC divulga vídeo que mostra momento do acidente entre Golf e Celta e leia ainda - Outro Sombra? PMs levam 5 minutos para localizar e prender suspeito após roubo em Linhares

Continua depois da publicidade

O relatório policial cita que durante patrulhamento pelo Residencial, a dupla de PMs (a mesma que em 5 minutos prendeu um assaltante após roubo no BNH) viu o veículo, cujo motorista arrancou em alta velocidade colocando em risco pessoas que transitavam na comunidade. A ação foi para evitar a abordagem, mas não deu certo.

O suspeito, segundo o relatório, seria um individuo conhecido na região pelo comércio de entorpecentes. E quando o homem percebeu que não tinha mais saída e seria abordado, parou o carro rapidamente, pôs a  mão no bolso da calça e dispensou alguns pertences em  meio ao mato.

Continua depois da publicidade

Deboche - Ainda segundo o relatório, ao ser alcançado o homem pegou seu aparelho celular e arremessou ao chão, causando muitas avarias. Os PMs perguntaram o motivo da ação, e com ar de deboche o abordado disse que o celular é dele e que faria o que quisesse com o aparelho.

Palavras de baixo calão e ameaças de morte - No local onde ele dispensou seus objetos foi localizado a quantia em dinheiro citada acima, uma bucha de maconha e outra de crack. Diante da voz de prisão, o abordado começou a desferir palavras de baixo calão, contra os policiais, como  “desgraçados”, “vai tomar no c”, e ainda a afirmativa de que,  o que é dos PMs está guardado quando ele sair da cadeia.

Comparsas – O indivíduo não queria ser algemado, e teria  empurrado os militares, sendo necessário o uso da força para contê-lo e fazer a algemação. Em seguida ele voltou a xingar e ameaçar de morte a dupla de PMs que após muito esforço conseguiram contê-lo e leva-lo apara o compartimento de segurança da viaturas, onde por várias vezes deu cabeçada no e chutes em meio a gritos.

Continua depois da publicidade

Ao retornamos onde ele abandonou seu veículo, o Ford Ka não estava mais no local. Perguntado seu endereço, o homem disse que não iria falar e afirmou que “seus correrias“, (linguagem conhecida no mundo do crime para quem tem funcionários), já teria pego o carro com a chave reserva.

O veículo não foi localizado, e o detido foi entregue à Polícia Civil, na 16ª Delegacia Regional, para os procedimentos de praxe.

Continua depois da publicidade
20 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias