Quarta, 12 de Maio de 2021
27 99808-4347
Saúde Vão radicalizar!

Funcionários da limpeza do HGL e UPA Infantil vão cruzar os braços em Linhares

Eles alegam que não tem nem sacos para o lixo contaminado, e que 13º e ticket-alimentação estão atrasados.

14/04/2021 12h04 Atualizada há 4 semanas
Por: Redação
Funcionários da limpeza do HGL e UPA Infantil vão cruzar os braços em Linhares

Servidores que trabalham na limpeza do Hospital Geral de Linhares (HGL) e Upa Infantil, vão cruzar os braços. Eles prestam o serviço através de uma empresa contratada pela Prefeitura de Linhares, e alegam que nas unidades citadas não tem sequer saco plástico especifico para lixo contaminado. “Esta é a realidade dos funcionários da limpeza do HGL, que estão limpando o hospital só com água, e não tem material para realizar a higienização. Estamos com o 13º e ticket-alimentação atrasados, recebemos pelas metades e tudo atrasado e, por isto, vamos fazer uma paralização”, disse um dos profissionais à nossa Redação.

Nós procuramos o Sindilimpe, que é o Sindicato da categoria, e a entidade confirmou a paralização para esta quinta-feira (15). Madalena Garcia, da Diretoria do sindicato, disse que “será amanhã (15) às 9h, em frente ao HGL”.

Continua depois da publicidade

Madalena explicou que o 13º salário dos auxiliares de serviços gerais foi dividido, conforme reclamação deles, em 3 vezes, e que a última parcela está atrasada, além do ticket-alimentação, também dividido com atraso. Também confirmou que falta materiais de limpeza necessários para execução dos serviços. “Estarei com eles na paralisação, o sindicato estará. Não os deixaremos desamparados, sem informações ou garantias de seus direitos em dia”, disse ela.

O salário de um servidor do setor de limpeza, conforme nos informou o Sindicato, é R$ 1.185,70, bruto, e eles trabalham em escala. O sindicato não informou o valor do ticket-alimentação.

Continua depois da publicidade

Como a empresa é contratada da Prefeitura, que administra o HGL e a UPA, enviamos demanda pedindo uma nota sobre o assunto, mas o e-mail não foi respondido e continuamos no aguardo.

Em contato com o departamento Jurídico da empresa, cuja sede é na Grande Vitória, a nota diz: “Quanto a informação de paralisação no HGL, esclarecemos que a parcela que falta do 13º será creditado nas contas dos colaboradores até a data de 15/04/2021”.

E a nota prossegue assim: “Quanto ao ticket alimentação, conforme acordo firmado com o Sindilimpe, foi feito a recarga do mês de abril e pagamento da metade do ticket do mês de fevereiro, porém, devido à pandemia da COVID-19, a empresa responsável pelo benefício não conseguiu confeccionar todos os cartões em tempo hábil, por falta de matéria prima, e se comprometeu a entregar todos os cartões entre os dias 16/04/2021 e 17/04/2021, diretamente ao colaborador em seu local de trabalho”.

Continua depois da publicidade

E sobre a falta de material, a resposta foi esta: “Quanto a falta de material, tal fato não existe, mas, devido a abertura de varia leitos, é necessário um tempo para a disponibilização dos materiais para atendimento dessas novas áreas, o que ocorre de forma imediata quando somos notificados sobre a ampliação. Nós colocamos à disposição para quaisquer esclarecimentos que se fizer necessário". (Foto: Site PML). Atualização abaixo:

Atualizada às 14h24 - A Prefeitura de Linhares respondeu o e-mail, e a nota diz: “A Secretaria Municipal de Saúde informa que os pagamentos à empresa prestadora de serviços de Limpeza para o HGL, a M. Quintão Consultoria & Serviços Hospitalares Ltda, estão rigorosamente em dia e que notificou a empresa sobre a qualidade dos serviços executados pela prestadora de serviço. departamento jurídico da Secretaria acompanha o caso e estabeleceu o prazo à empresa de até quinta-feira (15) para a efetivação dos pagamentos aos servidores terceirizados e, caso o mesmo não ocorra, tomará as medidas judiciais cabíveis.”

Continua depois da publicidade

E um senhor que se identificou como dono da empresa, e que exigiu ser chamado de "doutor", entrou em contato com a nossa Redação, contestando tudo o que disse o servidor e o sindicato. Explicamos que ouvimos todas as partes, inclusive, o advogado da empresa, que ele disse que nos procuraria.

12 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias