Segunda, 12 de Abril de 2021
27 99808-4347
Saúde Muito preocupante

13 óbitos por Covid-19 no fim de semana em Linhares, 11 deles no HGL. Setor funerário faz grave denúncia

Corpos de vítimas da Covid-19 dividem, por horas, mesmo espaço das vítimas de outros tipos óbitos.

29/03/2021 16h39 Atualizada há 2 semanas
Por: Redação
13 óbitos por Covid-19 no fim de semana em Linhares, 11 deles no HGL. Setor funerário faz grave denúncia

Uma triste notícia, seguida de uma denúncia que coloca em cheque as ações voltadas para enfrentar a Covid-19 em Linhares: De sexta-feira (26) até às 12 horas desta segunda (29) foram registrados 13 óbitos em decorrência de complicações da Covid-19 no município. Desse total, 11 registros são de pacientes estavam no Hospital Geral de Linhares (HGL). E uma grave denúncia:

 

Continua depois da publicidade

Um atuante do setor funerário denuncia que, enquanto aguardam pelos procedimentos referentes à remoção para sepultamento, geralmente antecedido por cortejos, os corpos das pessoas que não conseguiram vencer a Cocid-19 dividem o mesmo espaço das vítimas de outros tipos de mortes.

E a nossa fonte foi mais além: “É um espaço mínimo, e nós estamos com toda vestimenta de proteção, mas, e familiares dos que não morreram de Covid? Como ficam? Por qual motivo a Prefeitura de Linhares ainda não providenciou um local específico para os pacientes que morre de Covid?”, questionou o profissional.

Continua depois da publicidade

UTI lotada – E cada vez mais diminui a idade das vítimas que não venceram a Covid-19. Na manhã desde domingo (29), por exemplo, teve um óbito de uma paciente de 37 anos na UTI.

O domingo contou ainda com pelo menos mais três óbitos de pacientes que entraram e não saíram da UTI. “Um senhor de 65 anos, até onde pude acompanhar, faleceu no fim da tarde, mas teve mais gente que morreram na noite e madrugada”, afirma um servidor.

Com elogios voltados para o infectologista que fez um vídeo, alertando para as pessoas não se aglomerarem, o servidor atribuiu a ele os 22 leitos da UTIs que existem no referido hospital. “Estão lotados. Esses leitos só existem graças ao vídeo do Dr Fernando, pois nunca tivemos 20 leitos de UTI no HGL. Graças ao vídeo foram tomadas as providências”, disse o servidor.

Continua depois da publicidade

O que diz a Prefeitura de Linhares – A Prefeitura de Linhares disse: “A Secretaria Municipal de Saúde de Linhares informa que de sexta-feira (26/3) até às 12 horas desta segunda-feira (29/3) foram registrados 13 óbitos em decorrência de complicações da Covid-19. Todos os pacientes receberam a assistência médico-hospitalar necessária durante o período em que estiveram internados nos leitos dos respectivos hospitais, que são referência para a doença no Espírito Santo.

Deste total, 11 pacientes estavam no Hospital Geral de Linhares (HGL), sendo seis deles de Linhares, quatro dos municípios de Barra de São Francisco, São Gabriel da Palha, Vila Valério e Baixo Guandu e um da cidade de Osório, no Rio Grande do Sul. Outras duas mortes foram registradas no Hospital Rio Doce e os pacientes residiam em Linhares.

Continua depois da publicidade

A Prefeitura de Linhares destaca a dedicação prestada pelos profissionais de saúde que têm trabalhado incansavelmente no combate à pandemia e presta condolências às famílias das vítimas da Covid-19.”

Necrotério – Sobre a denúncia feita pelo profissional do setor funerário, a resposta foi: “A Secretaria Municipal de Saúde informa que há um necrotério no Hospital Geral de Linhares, e que o manejo de corpos das vítimas de Covid-19 é realizado conforme preconiza o protocolo do Ministério da Saúde. Todo o processo é executado por profissionais capacitados, munidos de equipamentos de proteção individual (EPIs). 

Informa ainda que o deslocamento de corpos é realizado por acesso específico para que não haja contato com os demais pacientes e acompanhantes na unidade hospitalar. Reforça que os sepultamentos são realizados por coveiros treinados, que seguem irrestritamente as recomendações de segurança dispostas no Manual de Manejo de Corpos do Ministério da Saúde”.

10 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias