Quarta, 27 de Outubro de 2021
27 99808-4347
Saúde Alvoroço

Lockdown: Palavra causa alvoroço no ES após importante reunião entre autoridades

Já tem até quem fale em organizar manifestos.

16/03/2021 07h42 Atualizada há 7 meses
Por: Redação
Lockdown: Palavra causa alvoroço no ES após importante reunião entre autoridades

A antecipação de informações que seriam passadas através de uma coletiva de imprensa marcada pelo Governo do Estado para as 15h desta terça-feira (16), causou verdadeiro alvoroço nas redes sociais. Essa antecipação tem como tema o fechamento total do comércio durante 14 dias no Espírito Santo.

E tem mais: A proposta é que o decreto tenha validade de 14 dias, podendo ser renovado pelo mesmo período, caso a situação nos hospitais sobre a pandemia do novo coronavirus prevaleça a mesma no final dessa segunda quinzena de março.

Continua depois da publicidade

Todo alvoroço se deu após reunião do Governo do Estado com representantes do comércio, da indústria e dos demais Poderes. O encontro foi online, e entre os participantes, a reunião contou com os presidentes da Findes, Cristhine Samorini; e da Fecomércio, José Lino Sepulcri.

E áudios, sobretudo o primeiro, com a voz de José Lino Sepulcri, renderam nota de um colunista, cuja chamada foi voltada para “lockdown”, palavra evitada na referida reunião, mas que resumiu o que ficou definido no encontro.

Continua depois da publicidade

E não demorou para que as opiniões sobre a medida ganhassem rumos até radicais. “Se aqui em Linhares, as grandes fábricas permanecerem funcionando no primeiro desses 14 dias, iremos em um grande grupo para a entrada delas, e também impediremos a entrada dos funcionários”, garantiu um comerciante.

“Como pode isso? Como não tomaram essas medidas durante, por exemplo, o carnaval?”, questionou outro empresário do setor. “Se os leitos estão lotados, como abriram vagas para doentes da Covid vindos de outros Estados?”, prosseguiu um dono de restaurante. "Se não houver um acordo, nós enfrentaremos de cabeça erguida, porém, não sem lutarmos pelo nosso objetivo. Fechar tudo, garanto, não é a solução", acrescentou ele.

Na chamada para a reunião com a imprensa nesta terça-feira (116), a assessoria do Governador Renato Casagrande, disse que a entrevista coletiva é “para anunciar novas medidas de combate ao novo Coronavírus (Covid-19)”.

Continua depois da publicidade

No 48º Mapa de Risco Covid-19, que terá vigência até o próximo domingo (21). Dos 78 municípios capixabas, 61 estão classificados em Risco Moderado e 17 estão em Risco Alto. Não há municípios classificados em Risco Baixo.

A Matriz de Risco de Convivência considera no eixo de ameaça: o coeficiente de casos ativos por município dos últimos 28 dias, além da quantidade de testes realizados por grupo de mil habitantes e a média móvel de óbitos dos últimos 14 dias. Já o eixo de vulnerabilidade considera a taxa de ocupação de leitos potenciais de UTI exclusivos para tratamento da Covid-19, isto é, a disponibilidade máxima de leitos para tratamento da doença. A estratégia de mapeamento de risco teve em abril do ano passado.

O Mapa de Risco segue as orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle (CCC) Covid-19 no Espírito Santo, que é composto pelo Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil, Secretaria da Saúde (Sesa), Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) e da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). As decisões adotadas pelo Governo do Estado seguem parâmetros técnicos. Confira a classificação de todos os municípios capixabas:

RISCO ALTO: Afonso Cláudio, Águia Branca, Aracruz, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Ibatiba, João Neiva, Muqui, Pedro Canário, Piúma, Presidente Kennedy, Santa Teresa, Serra, Vila Pavão e Vila Velha.

RISCO MODERADO:  Água Doce do Norte, Alegre, Alfredo Chaves, Alto Rio Novo, Anchieta, Apiacá, Atílio Vivácqua, Baixo Guandu, Bom Jesus do Norte, Cariacica, Castelo, Colatina, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Ecoporanga, Fundão, Governador Lindenberg, Guaçuí, Guarapari, Ibiraçu, Ibitirama, Iconha, Irupi, Itaguaçu, Itapemirim, Itarana, Iúna, Jaguaré, Jerônimo Monteiro, Laranja da Terra, Linhares, Mantenópolis, Marataízes, Marechal Floriano, Marilândia, Mimoso do Sul, Montanha, Mucurici, Muniz Freire, Nova Venécia, Pancas, Pinheiros, Ponto Belo, Rio Bananal, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, São José do Calçado, São Mateus, São Roque do Canaã, Sooretama, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Viana, Vila Valério e Vitória.

38 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias