Terça, 15 de Junho de 2021
27 99808-4347
Polícia Está grávida

Pontal: Gestante é agredida por companheiro na frente das filhas

Ele ainda quebrou as coisas de dentro de casa e ateou fogo nas camas.

15/03/2021 11h19 Atualizada há 3 meses
Por: Redação
Pontal: Gestante é agredida por companheiro na frente das filhas

A Polícia Militar deteve um homem de 26 anos na madrugada de domingo (14), após ele agredir a companheira de 28, na frente das filhas dela. A vítima disse aos policiais que está grávida do agressor.

A mulher agredida chegou a ser trancada em casa pelo agressor, e foi ela que pediu socorro à Polícia Militar. O fato aconteceu próximo ao chamado pinicão, onde o homem foi visto correndo em direção ao mato, e um pouco mais a frente estava a vítima esperando a chegada da guarnição.

Continua depois da publicidade

Ela disse que estava na sua residência, na sua cama juntamente com suas duas filhas menores de idade, quando o seu companheiro chegou. Ele apresentava sintomas de embriagues e começou a discutir verbalmente e a quebrar as coisas da casa. Ele trancou a vítima e as crianças e saiu.

Após alguns minutos o homem retornou e retomou a discussão, segundo a vítima, por conta de um ventilador que ele próprio havia quebrado anteriormente. Foi aí que a mulher começou a ser agredida fisicamente. O companheiro tentou enforcar a vítima, que pedia ajuda aos vizinhos.

Continua depois da publicidade

Assim que conseguiu se soltar, a mulher ligou para a polícia que de imediato apareceu em frente a sua residência, porém, o agressor se evadiu em direção a mata que fica atrás da casa e não foi localizado naquele momento.

Fogo nas camas - Minutos após a viatura sair, o suspeito voltou e entrou na residência e ateou fogo em duas camas e também quebrou mais utensílios domésticos e novamente se evadiu. A mulher voltou a ligar para o 190.

Desta vez, a guarnição fez buscas e aguardou nas proximidades. Os PMs viram o indivíduo retornar e então aconteceu a abordagem. Mas ele resistiu e alegou que não seria preso. Foi necessário o uso progressivo da força para imobilizar o indivíduo e algemá-lo para a condução no compartimento de segurança até a delegacia. A mulher, por sua vez, relatou aos policiais que está grávida do agressor há aproximadamente três ou quatro semanas. Ela apresentava um ferimento na boca, pequenos ferimentos no braço esquerdo e outro ferimento no quadril.

Continua depois da publicidade
2 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias