Quarta, 27 de Janeiro de 2021
27 99808-4347
Polícia Insegurança

Pontal do Ipiranga: Comerciante se revolta e pede retorno da viatura em tempo integral

Mudança pegou os moradores de surpresa.

01/12/2020 22h01
Por: Redação
Pontal do Ipiranga: Comerciante se revolta e pede retorno da viatura em tempo integral

Moradores do balneário de Pontal do Ipiranga estão revoltados com a mudança relativa ao expediente prestado pela Polícia Militar. A informação é que após ordens recebidas de superiores, os PMs que ficavam no balneário precisaram suspender meio-expediente, e agora a viatura só fica no Pontal das 13h à 01h.

Indignado, o leitor Alcides Teixeira, que há 26 anos é comerciante no balneário, dispara: “Quero o retorno dos impostos que pago. Isso é um absurdo, e que suspendam logo essa ordem e  os policiais voltem a trabalhar como antes. Imagine só, ficarmos por 12 horas sem viatura aqui? ”, disse ele.

A grande preocupação também bate de frente com outro obstáculo: A distância do balneário até a sede de Linhares. “Acontecendo o fato nesse período da 1h da madrugada até a 1h da tarde, vem o tempo para conseguirmos chamar a polícia, e depois o da polícia chegar. Será bem mais de uma hora até a viatura com os policiais estarem aqui. Quem fez essa mudança não tem nenhum preparo, não merece nosso respeito, e o mínimo que pode fazer é suspender o que mudou”, completou o comerciante.

Alcides acrescentou que nenhum morador ou comerciante foi avisado sobre a mudança. Ele disse que mora e tem um comércio de móveis na Avenida das Luas, e que a revolta é geral no balneário. Nós vamos esperar o expediente desta quarta-feira (2) para demandarmos a reivindicação ao setor competente.

24 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias