Sexta, 10 de Julho de 2020
27 99808-4347
Colunistas Sim, aconteceu

Homem vai à delegacia para registrar ocorrência de aparecimento de lobisomem

E delegado atendeu.

26/05/2020 10h22 Atualizada há 1 mês
Por: Redação
Homem vai à delegacia para registrar ocorrência de aparecimento de lobisomem

Sim, aconteceu. E quem "presenciou" foi o delegado de Polícia Civil, Fabrício Lucindo Lima. Prestem bastante atenção:

Meus caros leitores. Hoje gostaria de compartilhar com vocês uma experiência pessoal que eu tive, enquanto trabalhava como Delegado de Polícia Civil de Santa Maria de Jetibá, local que deixei muitos amigos, e é um dos melhores municípios para se viver no Estado do Espírito Santo, e que, pela qualidade de vida e pelo nível de desenvolvimento, deixou saudades, mas vamos ao caso.

Continua depois da publicidade

Era um daqueles dias de tempo nublado, uma chuva fina caía sobre a cidade, as manhãs eram com muita neblina, “cerração”.  O calor do verão já estava indo embora e o outono já trazia algum frio nas madrugadas. Era o ano de 2019, lua cheia brilhando na noite e no período que conhecemos como quaresma, entre a quarta-feira de cinzas e a semana santa, uma época em que as matas ficam repletas de flores púrpuras das quaresmeiras, um espetáculo da natureza.

Pois bem, chegando à nossa Delegacia de Polícia, logo de cara escuto uma confusão entre um policial e uma pessoa que estava sendo atendida. Insistentemente a pessoa tentava argumentar com o policial sobre a necessidade de se lavrar uma ocorrência policial e o Investigador se recusava a fazer.

Me aproximo um pouco do problema para conversar com o homem, que neste momento já estava bastante nervoso e como todos sabem, mas é bom relembrar, em Santa Maria de Jetibá, quase todos os habitantes falam duas línguas, o Português e o Pomerano, e quando ficam um pouco nervosos, quase não se entende o que estão falando.

Com muita paciência, solicito que todos se acalmem e chamo a pessoa para tomar um café na nossa cozinha. Então, depois de acalmados os nervos, o homem me fala o seu problema: segundo seu relato, vários vizinhos haviam visualizado um bicho mitológico e folclórico vagando pela região, tratava-se sem dúvidas do “lobisomem”, uma figura metade homem, metade lobo.

Continua depois da publicidade

Então, depois de muita conversa, café, bolo ladrão e pão de aipim com manteiga, chegamos a uma conclusão, chamei o policial e lhe disse: - Meu amigo, pode fazer a ocorrência do Lobisomem. O policial, assustado, retruca:

- Mas doutor, isso não existe! Em resposta lhe digo:

- Meu companheiro, repare bem, nós estamos na quaresma, a lua cheia está e no seu ápice, nós moramos em um município que tem 16.000.000 (dezesseis milhões de galinhas) e produzem 14.000.000 (quatorze milhões de ovos) por dia, o maior produtor de ovos do Brasil, cheio de florestas preservadas e água  abundante. Ou seja, época propícia para o aparecimento do lobisomem segundo a lenda, alimentação à vontade, água e esconderijo na mata, um paraíso para a figura folclórica! Pode lavrar a ocorrência! Então... Não chegamos a ver o bicho, mas...  Vai saber...

23 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias