Sábado, 15 de Agosto de 2020
27 99808-4347
Polícia Em Linhares

Advogado é acusado de receber ação e não repassar para cliente

Um Boletim Unificado foi registrado na 16ª Delegacia Regional, em Linhares.

07/02/2020 15h47 Atualizada há 6 meses
Por: Redação
Advogado é acusado de receber ação e não repassar para cliente

Uma servidora pública aposentada registrou um Boletim Unificado contra um advogado de Linhares, alegando que o alvará referente a uma ação teria sido sacado por ele, e que a parte dela, sem reajuste, foi depositada (depósito judicial) somente após a mesma contratar outro advogado que desarquivou o processo.

O Boletim Unificado foi gerado às 14h29 desta quinta-feira (6) na 16ª Delegacia Regional de Linhares (DRL), e nele consta que a mulher contratou o advogado para entrar com uma ação de danos morais, e esta foi ao Juizado (1º Juizado) em 09 de outubro de 2013.  No dia 02 de maio de 2016 foi expedido o alvará e sacado pelo advogado, sendo que este, ainda segundo o relatório do Boletim,  informou a sua cliente que não teve êxito na ação.

Ainda de acordo com o relato do Boletim Unificado, a cliente diz que o advogado não repassou nenhum valor para a ela, e que em 19 de outubro de 2019 quando a vitima contratou outro advogado e este pediu o desarquivamento do processo, veio a surpresa: Foi constatado o saque de R$ 7.291,20.

O relatório também diz que o autor, sabendo do desarquivamento do processo, teria feito a carga do mesmo e o manteve em seu escritório, e que o cartório precisou adotar o procedimento de busca e apreensão para que ele devolvesse o processo.

Diz ainda o Boletim Unificado, que ele ligou para a cliente informando que tinha saído o alvará naquela data, ou seja, 3 anos depois. A cliente não aceitou o valor de R$ 4.253,20 através de depósito judicial no dia 27 de janeiro deste ano de 2020, segundo o Boletim, valor não corrigido desde a data do saque do alvará, em 02 de maio de 2016.

Nós entramos em contato com o advogado que desarquivou o processo, e ele disse na próxima semana tudo será oficializado junto à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Linhares.

Mesmo sem citar nomes na divulgação, nós entramos em contato com o advogado acusado, isto, bem antes das 11h de hoje (7), e explicamos que ele poderia nos responder a demanda, que a nota seria divulgada na íntegra, (Temos todo o diálogo salvo), mas a resposta ainda não havia chegado até a publicação, quase às 16h. O espaço, contudo, continua aberto caso ele queira se manifestar: 27 99808-4347.

Nós procuramos a OAB - Ordem dos Advogados, Subseção Linhares, e a Presidente, Alcídia Pereira de Paula Souza, disse que é necessário a representação para que os fatos sejam apurados, e que oficialmente a entidade ainda não havia recebido nada contra o advogado citado no Boletim Unificado.

10 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias