Polêmica em Linhares

Salário de R$ 1.543 para os vereadores de Linhares: Dependo dos colegas, diz presidente da CML

Qual salário você pagaria para os vereadores? R$ 1,5 mil ou mais de R$ 6 mil?

04/02/2020 17h37
Por: Redação

O presidente da Câmara de Vereadores de Linhares, Ricardo Bonomo Vasconcelos, se posicionou contra o aumento dos salários dos vereadores do município, e reafirmou a opinião em entrevista exibida nesta terça-feira (4) por uma emissora de televisão, quando questionado sobre o assunto.

Ontem (3) aconteceu a primeira Sessão Ordinária do ano depois do recesso parlamentar, mas o projeto de redução salarial dos vereadores, de autoria do presidente da Casa, que prevê vencimentos de R$ 1.543 para os parlamentares, em vez dos atuais R$ 6.192, não foi votado.

O presidente informou que aguarda o retorno das comissões de finanças e justiça, que vão avaliar a viabilidade do projeto. Ele explica que o texto tem de ser votado até setembro deste ano, mas que não vai esperar o fim do prazo. O objetivo é o de levar a pauta a plenário ainda neste primeiro trimestre.

E o presidente citou: “Queria colocar já agora, até o mês de março, para estarmos liquidando isso aí. Eu sou a favor dos R$ 1.543, mas dependo dos colegas”, afirmou.

Aumento de vereadores
Bonomo também é contra o aumento de cadeiras no legislativo municipal. Na sessão do dia 23 de dezembro de 2019, em que foi levado ao Plenário Joaquim Calmon o projeto para aumentar de 13 para 17 o número de parlamentares a partir da próxima legislatura (2021-2024), o vereador foi um dos seis (Ricardo Bonomo, Rogerinho do Gás, Joel Celestrini, Fabrício Lopes, Estéfano Silote e Marcelo Pessoti) que votaram contra a proposta. Votei para que fossem nove vereadores, e fui voto vencido.  Cada colega tem sua concepção de voto e, no dia, ficamos com 17 vereadores”, esclareceu o presidente da Câmara.

11comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
VEJA TAMBÉM