Agora sim!

Projeto quer só 9 vereadores e salário de R$ 1,5 mil na Câmara de Linhares

Salário de menos de R$ 2 mil: Será que teremos tantos candidatos?

19/11/2019 15h40Atualizado há 4 semanas
Por: Redação

A Sessão da próxima segunda-feira (25) na Câmara Municipal de Linhares promete ser “quente”. É que será distribuído o projeto de lei que visa reduzir o número de vereadores na Casa, dos atuais 13 para, além da redução do salário dos parlamentares que hoje é de R$ 6.192,00 para R$ 1.540,00. Pela lei, Linhares pode ter até 21 vereadores.

A matéria, de autoria do presidente da Câmara, Ricardo Bonomo Vasconcelos, o Ricardinho da Farmácia, já tem a assinatura de 11 dos 13 vereadores. Além dele, assinam o projeto: Tobias Cometti, Jean Menezes, Francisco Tarcísio Silva, Pâmela Maia, Fabrício Lopes,  Carlos Almeida Filho, Edmar Vitorazzi, Marcelo Pessotti, Gelson Suave e Pedro Joel Celestrini. A nova decisão foi tomada em decorrência das manifestações populares e após os vereadores  ouvirem os principais segmentos da sociedade.

De acordo com Ricardo, o projeto deve seguir para a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal, antes de ir à votação no plenário. Se aprovada, a regra já valerá para a próxima legislatura, a ser definida nas eleições municipais de 2021.

Anteriormente a esta decisão, o presidente da Câmara já havia proposto a redução no percentual de aumento de 78% para 27,6%, uma média de 5,5% ao ano. Com isto o salário que seria de R$ 10,9 mil passaria para R$ 7,9 mil. Ricardo explica que os vereadores do Município estavam sem nenhuma recomposição salarial há 11 anos.

Para ser aprovado, o projeto sobre a redução do número de vereadores precisa passar por dois turnos, já o subsídio (a redução salarial) pode ser aprovado em um turno.

72comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
VEJA TAMBÉM
Ele1 - Criar site de notícias