Anúncio
Revoltante

Detalhes do desfecho do estupro de vulnerável que vitimou crianças de 7 e 4 anos em Linhares

O Site Eu Vi em Linhares teve acesso a informações importantes sobre o caso.

30/08/2019 09h27Atualizado há 2 semanas
Por: Redação
28.083

São muitos os questionamentos sobre o que aconteceu depois que uma menina de 7 e um menino de 4 anos foram lavados para o Hospital Geral de Linhares (HGL), e que um jovem foi detido e levado para a delegacia, suspeito de ter abusado sexualmente dos dois.

O crime aconteceu no Residencial Rio Doce, bairro Aviso, e as mães das vítimas foram para o hospital onde o Conselho Tutelar acompanhou a situação.

A última informação que obtivemos é que o suspeito, U.C.S., 25 anos (foto), passou por exames de corpo delito no Serviço Médico Legal local, e foi encaminhado para o presídio de Xuri, em Vila Velha.

Detalhes que podem ser divulgados sobre o fato

Além das idades das vítimas, que são vizinhas do suspeito, outras informações que obtivemos no relatório do Boletim Unificado dá conta de que três viaturas da Polícia Militar atuaram no caso, além da equipe do Conselho Tutelar que estava no plantão da noite de quarta-feira (28), quando se deu o ocorrido.

O Boletim Unificado, que trata o caso como Estupro de Vulnerável, cita que a mãe da menina de 7 anos e também a genitora do menino 4 anos, aguardavam o resultado dos exames no HGL, e relataram que as crianças saíram da casa de U.C.S. com pirulitos nas mãos, e ao serem questionadas sobre os doces, ficaram constrangidas.

Ainda de acordo com as mães, somente após muita insistência, as crianças, ainda constrangidas, afirmaram que teriam sido vítimas de abuso sexual por parte do jovem. As mães, então, decidiram conversar com U., que negou os fatos, porém, as crianças se revoltaram e começaram a acusá-lo dos atos.

As mães das crianças chamaram o Conselho Tutelar e, ao perceber a movimentação, o suspeito deixou o local. Mas, ainda segundo o Boletim Unificado, foi reconhecido ao passar em frente à referida unidade e acabou detido e levado para a delegacia.

Uma leitora que mora na mesma comunidade onde aconteceu o fato, disse que gostaria de parabenizar os trabalhos tanto da Polícia Militar quanto do Conselho Tutelar. Ela estava no hospital na hora que as crianças chegaram, saíram e no momento da abordagem ao suspeito. "Agiram com a maior discrição, tudo muito bem elaborado, para que os curiosos não tomassem conhecimento do que se tratava", justificou.

Exames
Os exames feitos por um pediatra no hospital, diz que a menina de 7 anos aparentava hiperemia na parte íntima (aumento de volume sanguíneo em um tecido ou área afetada), mas que o himem estava íntegro. Com relação ao menino, não havia lesão aparente nas partes íntimas.

Os receituários do pediatra foram entregues à Polícia Civil, juntamente com o rapaz. Informamos que o espaço está aberto, caso a defesa do investigado queira se manifestar.

7comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Linhares - ES
Atualizado às 12h25
29°
Poucas nuvens Máxima: 30° - Mínima: 17°
29°

Sensação

5 km/h

Vento

43%

Umidade

Fonte: Climatempo
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias