Segunda, 13 de Julho de 2020
27 99808-4347
A minha história Jose luiz

José Luiz deixa o rádio: Precisava desacelerar um pouco, diz ele

Foram quase quatro décadas no setor, e tudo começou na Cultura AM.

03/07/2019 21h18
Por: Redação
José Luiz deixa o rádio: Precisava desacelerar um pouco, diz ele

A voz do rádio. A frase define o locutor e jornalista José Luis Silva Santos. Marca registrada na extinta Cultura AM, a pioneira no município, todas as manhãs lá estava ele com os ouvintes em quadros diversos.

As cartas que chegavam à emissora, em sua maioria eram para ele, seja no quadro dos classificados ou naqueles em que as pessoas desabafam com a escrita, muitas das vezes emocionando até mesmo o locutor, ao expor experiências da vida com o próprio punho.

Ao explicar a saída do rádio, José Luis diz que "é hora de desacelerar um pouco" para cuidar mais dele e da família. Também lembra, assim como o primeiro, o último programa, que foi no dia 28 de junho.

Abaixo você confere, na íntegra, como ele expôs a sua saída do rádio. E claro, em clima de muita saudade. A equipe do Site Eu Vi em Linhares, em nome dos ouvintes, diz: Obrigado (a) José Luis, pela sua contribuição para a história de Linhares, quando o assunto é comunicação.

Leia o que ele escreveu sobre a sua saída do rádio:

"Pela primeira vez, desde 14 de outubro de 1981, sai hoje de manhã para trabalhar e o endereço não foi o de uma emissora de rádio. Solicitei semana passada ao diretor Giovanni, da Rede Sim, o meu desligamento da locução na Sim FM onde apresentava o programa De boa na Sim, sucessor do programa José Luís da extinta Rádio Cultura AM. Está sendo formatado um programa semanal de TV para os próximos dias. Mas precisava desacelerar um pouco para cuidar mais de mim e da minha família.

É hora de fechar um ciclo. Estou encerrando minha jornada efetiva no rádio. Apresentei o último programa na sexta (28/06).

Agradecimentos a Deus, aos pioneiros do rádio em Linhares, e aí nomino Paulo Gava ao lado de seus pares na implantação da primeira rádio em Linhares, aos colegas, com quem sempre aprendi e troquei conhecimentos, e aos amigos ouvintes, muitos, várias gerações. São quase quarenta anos. Passou rápido, sim. Eu tinha acabado de completar 18 anos de idade.

Era 14 de outubro de 1981. Começava o estágio aqui nesta casa, Rádio Cultura de Linhares. Minha casa. Era um menino. Aqui aprendi o que sou hoje profissionalmente. Construí minha vida, minha família, os meus sonhos. Pude colocar em pratica o que minha mãe sempre queria que eu fizesse: estudasse. Pude cursar duas faculdades (Administração e Comunicação Social - Jornalismo), fazer um MBA em Gestão da Comunicação Integrada e ir além do que imaginava.

Achava difícil ser locutor noticiarista pela dinâmica que a apresentação exige. Atuei nessa área por vários anos. Era mais para tímido, mas consegui por longos anos ser locutor, apresentador, animador e mestre de cerimônias requisitado em diversos e concorridos eventos. Até me aventurei como apresentador de TV. Sem contar o medo que tinha - confesso -, de escrever para jornal, e escrevi muito tempo para o Site de Linhares e outros, várias assessorias como Câmara de Linhares, Prefeitura de Linhares, Consel, chegando a jornalista responsável da Brametal por quase dois anos. Devo todo esse aprendizado ao meu ingresso no rádio. Na Rádio cultura de Linhares. Uma escola, como coloquei no livro “Histórias de bastidores, personagens que o Rádio cria”, que escrevi em 2007.

Gratidão a todos que me ajudaram. Foram muitos. Alguns nem imaginam. Professores, colegas de ontem e de hoje, profissionais que participaram dos programas, parceiros comerciais... Tive ensinamentos que guardo até hoje. Como no primeiro contato para estágio dito por Paulo Gava: "Primeiro o homem, depois o profissional ". É verdade. Ao longo desses anos procurei ser a melhor pessoa possível. Talvez mais por isso me aturaram tanto tempo no rádio. Respingou, aí tenho certeza, no profissional.

Não posso deixar de citar a enorme experiência que tive na oportunidade de atuar como professor no Senac e na Faculdade Pitágoras. Aprendizado imensurável para mim. Um dos maiores ganhos intelectuais que já tive na vida. Realmente, é quando você ensina que você mais aprende, porque o meio acadêmico é uma troca de conhecimento.

Pretendo seguir em outros projetos, inclusive como o que estou envolvido agora, o de assessoria pública. Muito obrigado a todos. Saudades sempre!".

16 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias