Larissa

Pedofilia no ES: Cuidado com a pergunta “Oi miga, você é prima da Larissa?”

Operação realizada nesta quarta (8) no ES levou uma pessoa para a cadeia.

Eu Vi no ES

Eu Vi no ESBlog Eu Vi no ES

09/05/2019 06h59
Por: Redação

Uma Operação de Combate à Pedofilia no Espírito Santo levou um indivíduo para a cadeia nesta quarta-feira. A ação respingou pertinho de Linhares, especificamente na cidade de Colatina.

No aparelho celular do preso foi identificado um perfil falso na rede social Instagram, com o qual ele mantinha diálogos com suas vítimas, a maioria crianças e adolescentes. O modo de iniciar a conversa com as vítimas era comum: “Oi miga, você é prima da Larissa?”.

As informações são da Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Espírito Santo.

O MPES, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), participou da Operação de Combate à Pedofilia, deflagrada pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão nos municípios de Marechal Floriano e Colatina. O homem mencionado acima tem 33 anos, e foi preso em flagrante pelos crimes previstos no Estatuto da Criança e Adolescente e conduzido à Delegacia de Polícia de Marechal Floriano.

A operação envolveu ainda policiais do 14° Batalhão de Polícia Militar, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado de Santa Catarina (Gaeco-SC), além da Polícia Militar do Espírito Santo.

Investigação

As investigações começaram em setembro de 2018, quando o 14º Batalhão recebeu denúncias de suposto aliciamento e pornografia infantil envolvendo crianças e adolescentes em Jaraguá do Sul pela internet.

As informações foram repassadas à Promotoria de Justiça de Jaraguá do Sul, que instaurou um procedimento investigatório criminal (PIC) subsidiado com vários relatórios técnicos operacionais efetuados pelo 14º Batalhão. Diante da consistência dos fatos, o Ministério Público de Santa Catarina instaurou as medidas cautelares cabíveis ao caso.

O homem de 33 anos, morador de Marechal Floriano, no Espírito Santo, utilizava perfis falsos nas redes sociais para se aproximar das vítimas, aliciar e trocar imagens pornográficas.

Diante das informações, foram expedidos pela 2ª Vara Criminal de Jaraguá do Sul mandados de busca e apreensão para serem cumpridos nas duas cidades capixabas.

No Distrito de Araguaia, em Marechal Floriano, na residência onde se encontrava o autor, foram apreendidos dois aparelhos telefônicos com material de pornografia infantil e aliciamento de crianças e adolescentes de várias regiões do país, bem como um HD externo. Na empresa onde o investigado trabalha foram apreendidos cinco DVDs com diversas fotos de pornografia infantil, além de vários HD’s para serem encaminhados à perícia, bem como um roteador wirelles utilizado na prática criminosa.

Em Colatina

Em Colatina foram apreendidos aparelhos eletrônicos e demais provas a serem periciadas em Santa Catarina. Foram apreendidas milhares de imagens.

Pergunta

No aparelho celular do preso foi identificado um perfil falso na rede social Instagram, com o qual ele mantinha diálogos com suas vítimas, a maioria crianças e adolescentes. O modo de iniciar a conversa com as vítimas era comum: “oi miga, você é prima da Larissa?”.

Diante dos fatos, o autor foi preso em flagrante pelos crimes previstos no Estatuto da Criança e Adolescente e conduzido à Delegacia de Polícia de Marechal Floriano.

3comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
VEJA TAMBÉM
Ele1 - Criar site de notícias