Segunda, 03 de Agosto de 2020
27 99808-4347
O que você viu? Classificados

Lembra dele? As últimas do jovem hostilizado ao pedir emprego em classificados

Anderson tem 23 anos, e para ele "não há tempo ruim se for para trabalhar".

04/02/2019 07h59
Por: Redação
Lembra dele? As últimas do jovem hostilizado ao pedir emprego em classificados

Primeiro mês de 2019, e Anderson Pereira de Oliveira, 23 anos, apela aos classificados de Linhares no Facebook para pedir um emprego. Hostilizado, ele não se intimidou em explicar que tomou a inciativa para conseguir meios de ganhar o pão de cada dia dignamente.

Notícia relacionada - Jovens desempregados pedem ajuda. Um foi hostilizado na rede social

O jovem acabou sendo notícia no Site Eu Vi em Linhares e, feliz da vida, relatou o que aconteceu após reforçar o pedido e expor o telefone de contato: "Só tenho que agradecer! Me ligaram e surgiram as diárias. Responsáveis por um restaurante, no Centro, me chamaram e comecei as diárias para trabalhar nos reparos da rede de esgoto", contou.

Também sem se intimidar em mandar foto que o mostra em plena ação, o trabalhador continuou: "Daqui, já tem uma área de uns 30 mil metros quadrados para limpar. Deus é fiel e agradeço à Ele, e a quem me ajudou. E pode deixar o meu telefone aí para ver se consigo um emprego de carteira assinada", propaga.

Solteiro e sem filhos, Anderson já trabalhou de carteira assinada na cidade, e por motivos particulares precisou sair e viajou para outro Estado, mas acabou voltando e, desempregado há mais de um ano, fez diárias na colheita da lavoura de café. Com o fim da colheita, teve que vender a moto para colocar as contas em dia. Foi aí que teve a ideia de pedir emprego na rede social.

Ao contar a necessidade à nossa Redação, esclareceu que "desde que seja um trabalho digno", aceita de bom grado e sem medo de dar conta da função.

"Já trabalhei em supermercado, e se alguém puder me ajudar com uma oportunidade de carteira assinada, meu telefone (27 99985-1646) continua à disposição. Peço que as pessoas, inclusive, entendam a minha situação, e não me passem trote. Até não aparecer a colocação com carteira assinada, continuo aceitando capinar lotes, ajudar em serviços gerais, pois não é vergonha se expor para trabalhar dignamente", completou.

Conforme expomos acima, o telefone de contato do rapaz é o 27 99985-1646.

14 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias