Sexta, 18 de Setembro de 2020
27 99808-4347
O que você viu? Cachoeira

Cachoeira artificial: Canal no Rio Pequeno atrai atenção de populares em Linhares

O canal foi criado para aliviar a cheia na Lagoa Juparanã e Rio Pequeno.

04/05/2018 09h50
Por: Redação
Cachoeira artificial: Canal no Rio Pequeno atrai atenção de populares em Linhares

Desde que a Fundação Renova (entidade criada após o maior desastre ambiental no Brasil, que foi o rompimento de barragem em Mariana (MG) que contaminou o Rio Doce), iniciou os trabalhos e anunciou no dia 15 de março, que abriria um canal comunicante do rio Pequeno para o rio Doce, na ombreira (lateral) do barramento, as expectativas e atenções de populares, afetados diretamente ou não pelo desastre ambiental, voltaram-se para uma barragem, construída em Linhares.

A barragem, criada para impedir que a água contaminada do Doce entrasse no Rio Pequeno e assim chegasse à Lagoa Juparanã, traz há alguns meses a inundação da majestosa, que expulsou muita gente de casa em Sooretama e Linhares, causando grande preocupação a produtores rurais. E a água em excesso também inundou pontos turísticos, como a Praia das Três Pontas e a do Minotauro, além da Lagoa Nova.

O canal, na barragem do Rio Pequeno, conforme citou a Renova em resposta à demanda anterior sobre o assunto, tem por objetivo permitir a regularização do nível do rio Pequeno e da lagoa Juparanã. O prazo dado foi de 30 a 45 dias. A abertura do canal se deu no dia 06 de abril, e segundo a Renova, seria "de forma controlada, reduzida e cadenciada, sob o monitoramento e inspeção sistemática dos técnicos da Fundação".

Ponto turístico

Inicialmente com 80 metros de comprimento e 8 metros de largura, o canal, informou a Renova, caso ocorresse uma cheia no rio Doce, seria fechado a fim de impedir que as suas águas atinjam o rio Pequeno. "Visando monitoramento das cotas, a Fundação Renova manterá as medições diárias de nível (rio Pequeno, rio Doce e borda da ensecadeira)", concluiu a Fundação.

Mas a "cachoeira artificial", que fica no Centro de Linhares, ou seja, os trabalhos no canal, agora está sendo chamada de "Ponto Turístico", pois a aglomeração de pessoas é uma constante, todas em meio a comentários sobre a inundação da Lagoa Juparnã, Nova e do Rio Pequeno. A cena da água que chega ao Rio Doce através do Canal, conforme disse um internauta, atrai pessoas desde bem cedo, e caronas e motoristas que passam por perto também são atraídos. Há, inclusive, aqueles que param os veículos para contemplarem melhor a "cachoeira artificial".

2 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias