Quinta, 05 de Agosto de 2021
27 99808-4347
Colunistas Olha elas!

Ketully Fernandes, e a história de sucesso das irmãs que decidiram empreender em plena pandemia

E o trajeto das duas é digno de aplausos

27/05/2021 07h55 Atualizada há 2 meses
Por: Redação
Ketully Fernandes, e a história de sucesso das irmãs que decidiram empreender em plena pandemia

O destaque de mulheres empoderadas de hoje é para as duas irmãs que fazem parte da lista de mulheres incríveis, as jovens Geniele e Adrieli Lopes Pereira. Sim, apesar de jovens (Geniele tem 28 e a mais nova 22 anos) essas filhas de agricultores, o casal Miguel e Geraldina Maria da Silva Pereira, fazem a diferença como empreendedoras. Criadas no Córrego Patioba, interior de Sooretama, as irmãs têm história de verdadeiro exemplo de vida, tipo assim: As filhas que todos pais gostariam de ter. A colunista Ketully Fernandes nos explica melhor:

Como na vida não existe contos de fadas, elas começaram a trabalhar muito cedo, pois queriam realizar sonhos. Na trajetória de Geniele tem uma função que pode ser observada na farde que ela usa nas fotos. Só que para chegar ao objetivo, o trajeto foi bem centrado.

Continua depois da publicidade

O primeiro emprego de Geniele foi na função de babá, em seguida auxiliar administrativa, até surgir a oportunidade de seguir carreira militar, que era o sonho da jovem. Em 2013, quando tinha 19 anos, ela passou no concurso da Polícia Militar, e o ano de 2013 entrou para a história da jovem.

Ela entrou para o curso de formação aos 20, se formou aos 21, e foi trabalhar em Marataízes, Sul do Estado. Após três meses foi transferida para Cariacica, onde trabalhou por 5 anos. E ao longo dessa temporada ela diz que encontrou grandes obstáculos, mas nenhum deles a fez desistir. “Devemos seguir firmes em direção das nossas metas. Pensamentos se criam, o desejo atrai, e a fé realiza”, disse ela.

Continua depois da publicidade

Mas, e Adrieli? O que a irmã mais nova fazia nesse período? Bom, nesse período de tempo, Adrieli se dedicava aos estudos, e começou a faculdade de Estética e Cosmética em 2018, porém, a matrícula foi trancada para ela cuidar da gravidez inesperada.

Em 2019, com a filha chegando ao primeiro ano de vida, e a jovem mamãe desempregada, Adrieli e a irmã decidiram criar uma loja on-line, e como a mais nova já vendia peças intimas em sua residência, nasceu então a Dri Store.

E chegou 2020, mas com ele veio a pandemia do novo coronavirus. Mas quem disse que as irmãs aceitam parar diante de obstáculos? Pois foi em meio a pandemia que surgiu a oportunidade de abrir a tão sonhada loja física, inaugurada no dia 20 de dezembro de 2020, na Avenida Vista Alegre, próxima à Praça da Bíblia.

Continua depois da publicidade

Diante da restrição de expediente, as irmãs guerreiras aderiram às vendas através das redes sociais, tanto pelo WhatsApp (27) 99626-5346 ou pelo Instagram (Clique aqui e siga). “Administrando a loja sempre em busca do melhor para os nossos clientes e amigos”, disse a mais nova. “Confesso que os comerciantes em geral, no Brasil, têm sentido diretamente o impacto das paralisações para tentar parar o vírus, contudo, a vida no comércio nunca foi fácil, mas a gente permanece na fé de dias melhores!”, completou a mais velha.

Ah, as irmãs, são completamente o oposto uma da outra: Adrieli é toda meiga e delicada, enquanto Geniele é totalmente o contrário, porém, ambas têm algo em comum, que é a paixão pelo mundo da moda, e sonho que foi realizado, de abrir sua própria loja de roupas. Merecem aplausos!

Continua depois da publicidade
6 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias