Sexta, 05 de Março de 2021
27 99808-4347
Polícia Grupo do mal

Grupo avisa movimentação policial e ajuda criminosos em Sooretama

No grupo, os policiais militares são chamados de Gambé.

21/02/2021 11h20 Atualizada há 2 semanas
Por: Redação
Grupo avisa movimentação policial e ajuda criminosos em Sooretama

Certamente você participa de grupos no Whatsapp para se comunicar com a família, com amigos, colegas de trabalho, notícias. Mas, em Sooretama, Norte do Espírito Santo, existe um grupo para avisar quando as guarnições da Polícia Militar seguem para operações diversas.

Leia também - Mulher é perseguida e espancada em via pública, no Planalto

A intenção de quando o grupo foi criado seria apenas avisar sobre a realização de blitz, onde veículos são abordados e quem estiver de forma irregular tem o carro ou moto guinchados. Contudo, áudios e fotos começaram a avisar sobre outras ações da PM. “Um traficante que estava aqui no Patrimônio (da Lagoa) conseguiu fugir após um aviso no grupo. Não concordo com isso não, e não faço parte desse grupo, mas um amigo esqueceu o celular aqui em casa, e como o aparelho é igualzinho ao meu e o acesso estava aberto, me confundi e quando abri vi esse grupo e resolvi olhar o que tinha”, disse um leitor que, por motivos óbvios, não será identificado.

Perguntamos o que ele viu: “Vi fotos de armas (confira uma delas no print em destaque), áudios e mensagens de textos voltados para prejudicar o trabalho da Polícia Militar. Um verdadeiro absurdo”, respondeu o leitor.

E na manhã desde domingo nós conseguimos contato com uma pessoa, através dos números contidos no grupo. “É um grupo comunitário, e só pode participar pessoas da comunidade”, disse a voz.

Contudo, áudios, fotos e mensagens mostram que, realmente, o objetivo é outro. O grupo é denominado “Cuidado com os Gambé”, e em diversos áudios pessoas avisam quando a polícia está chegando, onde as viaturas estão naquele momento, e pede para todos ficarem atentos.

Nos infiltramos no grupo e todos os números dos participantes foram encaminhados para o setor competente. Lembramos que denúncias podem ser feitas anonimamente para o 181.

11 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias