Segunda, 19 de Outubro de 2020
27 99808-4347
Educação Sim, é possível

Permanecer longe das drogas: Trabalho de aproximação via Proerd é destaque em Sooretama

Hoje foi a vez da escola da professora que é destaque em manchetes no Estado.

16/08/2019 13h04 Atualizada há 1 ano
Por: Redação
Permanecer longe das drogas: Trabalho de aproximação via Proerd é destaque em Sooretama

O Proerd, Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência, deu um passo a mais na vida de 22 alunos da Escola Córrego Patioba, interior de Sooretama.  O trabalho a ser desenvolvido com a Escola Córrego Patioba, vem somar com o desempenho da professora Edicléia Feliz, no estabelecimento de ensino multidisciplinar.

A desenvoltura e força de vontade de Edicléia, muito elogiada pela comunidade de Patioba,  já foi noticiada inúmeras vezes em rede estadual sobre 100% do IDEB, Índice de Desenvolvimento de Ensino Básico.

Nesta ação, as fotos mostram o trabalho que já existe em Sooretama, porém, agora, avançando mais no seguimento rural com o Proerd. E conta com a incomparável dedicação dos Sargentos Aparecida Viana e Rosemberg Gama.

Proerd
O Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) consiste num esforço cooperativo estabelecido entre a Polícia Militar, a Escola e a Família, tendo como missão e visão:

Missão: ensinar aos estudantes habilidades para tomada de boas decisões, para ajudá-los a conduzir suas vidas de maneira segura e saudável.

Visão: construir um mundo no qual os jovens de todos os lugares estejam capacitados para respeitar os outros e para escolherem conduzir suas vidas livre do abuso de drogas, da violência e de outros comportamentos perigosos.

Os objetivos específicos do programa incluem:
Desenvolver nos jovens estudantes habilidades que lhes permitam evitar influências negativas em questões afetas às drogas e violência, promovendo os fatores de proteção.

Estabelecer relações positivas entre alunos e policiais militares, professores, pais, responsáveis legais e outros líderes da comunidade escolar.

Permitir aos estudantes enxergarem os policiais militares como servidores, transcendendo a atividade de policiamento tradicional e estabelecendo um relacionamento fundamentado na confiança e humanização.

Estabelecer uma linha de comunicação entre a Polícia Militar e os jovens estudantes.

Abrir um diálogo permanente entre a "Escola, a Polícia Militar e a Família", para discutir questões correlatas à formação cidadã de crianças e adolescentes.

1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias